HERvolution

Estourada e posturada: Conheça a mineira MC Magrella, do hit ‘Paty Trem Barbie’

17.06.2021 | Por: Gabriela Ferreira

Entre as músicas virais do Spotify está “Paty Trem Barbie“, que além de ter quase dois milhões de execuções na plataforma, também tem 6,6 milhões de vídeos na tag do Tik Tok. Por trás do sucesso está MC Magrella, funkeira de Minas Gerais que vem conquistando espaço na música. Nós do Portal KondZilla trocamos uma ideia com a artista para conhecer mais sobre o corre dela. Se liga:

Criada em Belo Horizonte, Minas Gerais, Luana de Moura Neves, mais conhecida como MC Magrella, tem apenas 20 anos e está experimentando pela primeira vez a sensação de ter um hit nas ruas. Dona do viral “Paty Trem Barbie”, que soma quase 7 milhões de vídeos na hashtag do Tik Tok, e está entre as músicas virais do Spotify, a MC começou cedo na música. “Com 12 anos eu já gostava de cantar funk e escrevia algumas letras, mas comecei a soltar uns trabalhos quando fiz 16”, comenta ela. “Sempre gostei de cantar, acho que puxei isso do meu pai, que era cantor. Hoje tento seguir os mesmos passos que ele. Meu pai teve muitos problemas em família e de saúde, e por isso teve que parar com a música. Hoje tento construir uma carreira não só por mim, mas por ele também”.

Com o apoio da família, Magrella começou e nunca mais parou. Agora, depois de alguns anos, ela começa a colher os frutos desse esforço. “Lembro que lá no começo, mostrei uma música pra minha mãe, ela gostou e falou que eu podia ser cantora. Depois disso eu não parei de compor mais”, relembra a MC. “Fico feliz demais de ver meu trabalho dando certo. Sempre falava pra minha mãe que ia dar certo, por mais difícil que pudesse ser. Sonhei alto e agora tô vivendo esse sonho. Tá sendo um começo foda pra mim. Tudo que pedi a Deus tá acontecendo e quero dar o melhor de mim na música”. 

Pouco tempo antes de “Paty Trem Barbie”, MC Magrella deu uma crescida por causa de “Mega do Trava”, do DJ Wesley Gonzaga com ela e MC PR, mas nada como a música solo dela, que explodiu nas redes sociais. “Eu já tinha em mente que queria um som que falasse ‘Paty Trem Barbie’. Me concentrei nisso e fui canetando em casa mesmo”, diz ela sobre como nasceu o sucesso. 

Foto: Denilson Novaes

Os dois sons que andaram da MC são na pegada da putaria, e Magrella é revelação na vertente, que vem revelando alguns nomes femininos nos últimos anos, como a rainha do fluxo MC Dricka, que estourou com “Empurra Empurra“, MC Mari, que roubou a cena com “Xereca de Mel“, MC Danny, de “Xerecard“, MC Naninha, com “Me Separei” e agora MC Magrella. 

Estourada, a funkeira de Minas Gerais tá cheia de gás pra continuar metendo marcha nos trabalhos. “Meu maior plano agora é concretizar meus sonhos no funk e poder ajudar minha família. Quero muito mostrar meu talento no funk e explorar outros lados da música. Espero que dê tudo certo. Tô vivendo um sonho”. 

PUBLICIDADE Flowers

Veja também

PUBLICIDADE Flowers
ARTE E CULTURA MÚSICA MODA EDUCAÇÃO ESPORTE EVENTOS EMPREENDA ENTRETENIMENTO SAÚDE E BEM-ESTAR TECNOLOGIA