Saiba como foi gravado o videoclipe "Luz do Luar", do MC Fioti

Autor: Gabriela Ferreira

Fotos por: Léo Caldas // Portal KondZilla

Bastidores | 26/07/2019 11:57:18

Anexo faltante

Minha vida, se você tá moscando e ainda não viu o videoclipe de “Luz do Luar“, primeiro do MC Fioti como artista da KondZilla, que conta com a participação do Jubronx e do MC Vagninho, para tudo e vai pro YouTube agora! Viu?Agora vem que o Portal KondZilla bateu um papo com o MC e com o diretor, que vamos combinar, arrasou neste trampo em homenagem ao XXXTentacion.

O lançamento é especial por vários motivos. O primeiro deles é que ele foi gravado no dia em que o Fioti foi anunciado como parte dos artistas da KondZilla Records e a música é uma homenagem ao XXXTentacion e usa um sample de “Moonlight”, um dos sucessos do rapper que morreu ano passado, no auge de sua fama. “Sampleei a música ‘Moonlight’ pique foi a flautinha do Bach em ‘Bum Bum Tam Tam‘. Sou muito fã do XXX. Quando ele morreu, eu fiquei sem acreditar. Achei que era marketing pro lançamento de um clipe novo porque o disco dele tinha essas ideia de ressuscitar, de ir e voltar e tal. Só acreditei mesmo quando teve o velório”, relembra Fioti. “Aí nisso pensei em fazer uma homenagem por eu ser fã dele mesmo. Fiquei ouvindo o álbum “?” e curti muito ‘Moonlight’ e já pensei em fazer o remix”.

Esse clipe teve muita coisa bem diferentona, seja no jeito que foi filmado, o jogo de transição de cena, os takes “no céu” e várias outras coisas bem doidas. Para que isso tudo se realizasse, rolou muito papo entre o MC e o diretor Gabriel Zerra. “O Fioti queria um clipe bem diferente que imprimisse uma estética semelhante aos dos clipes dos artistas de trap que tão bombando: Travis Scott, ASAP Rocky, Young Thug. Ele me mostrou algumas referências e eu mostrei pra ele “A$ap Forever“, do Rocky e falei pra gente fazer uma versão funk do videoclipe”.

*Na foto: MC Fioti e o diretor Gabriel Zerra

*Na foto: MC Fioti e empresário Kond

Talvez possa ter passado batido porque o videoclipe foi bem diferente, mas tem muito da cultura funkeira impressa nele.”Queria trazer o universo do funk sem usar estereótipos. A gente tem um figurino diferente, mas tem os óculos da Oakley, dois foguetão e dança. Tomei muito cuidado pra que, apesar da dança, as meninas não tivessem nenhuma apelação eróticas pra trazer isso com uma nova ótica”, explica o diretor sobre o conceito do videoclipe.

O jogo de câmera de “Luz do Luar” é um bagulho de outro mundo e pra criar isso, a equipe ralou. “Não foi um projeto fácil, foi um dos mais difíceis da minha vida. A ideia de usar a câmera em um pêndulo girando por cima dos artistas e as transições infinitas tem uma complexidade e um custo de execução enorme. Tivemos que adaptar pra nossa realidade. Fiz uma série de estudos de como fazer funcionar e batemos tudo com a equipe que me ajudou muito, eles acreditaram na minha maluquice, devo tudo a eles”, diz Zerra sobre como foi criar as cenas. “Depois do clipe gravado foram 20 dias de pós-produção com o Youssef Jabbour editando e o Felipe Rodrigues fazendo os motions. Eles ficaram responsáveis por executar todas as ideias e ainda vieram com muitas sugestões”.

“O filme é uma grande viagem lúdica. A ideia era passar uma leve vertigem pra quem assistir, confundir a mente do espectador e criar até um certo incômodo com alguns movimentos, texturas e cores”, conclui o diretor.

O clipe de “Luz do Luar” mal saiu e já tem um lugar bem especial no lugar do Fioti. “Esse é o melhor clipe da minha carreira. Antes era ‘Bum Bum Tam Tam’, que ainda é a música favorita, mas o clipe é ‘Luz do Luar’ já é meu favorito”.

“Se o XXXTentacion não tivesse partido pra ficar do lado de Deus, eu acredito que ele teria visto essa música e gostado. Quem sabe a gente até não teria feito um remix juntos, já pensou? Mas conseguimos fazer a homenagem com a música e no videoclipe porque tudo é pra ele”.

Acompanhe o MC Fioti nas redes sociais: Instagram // Facebook

O quê você
procura?