Bastidores

Das quebradas do Maranhão para o pódio olímpico; conheça Rayssa Leal, a fadinha do Skate

26.07.2021 | Por: Wenderson França

Os jogos olímpicos de Tóquio estão pegando e muito se fala da modalidade skate nas redes sociais. Depois da conquista de Kelvin Hoefler, medalha de prata na categoria skate street, Rayssa Leal, uma garotinha de 13 anos, moradora das quebradas do Maranhão repetiu o feito da medalha de prata na mesma modalidade com muita personalidade. Quer saber quem é a nossa Fadinha do skate, atleta mais nova a disputar os jogos olímpicos pelo Brasil? Cola com o Portal KondZilla e pega a visão. 

Jhulia Rayssa Mendes Leal, como é chamada pelo nome de batismo, ficou mais conhecida no universo do skate como Fadinha. O apelido surgiu logo no início da carreira da garota de 13 anos, que gostava de praticar skate em Imperatriz, no sudoeste do Maranhão, e hoje conquistou uma medalha olímpica sendo a atleta mais nova a disputar um jogos olímpicos pelo Brasil. É aquela frase né? Foguete não tem ré. 

A explosão da Fadinha do skate na internet foi há alguns anos, quando tinha apenas sete anos de idade e insistia em acertar uma manobra conhecida como ‘heelflip’, considerada bem difícil. Depois de muito tentar, Rayssa enfim conseguiu encaixar a manobra e ‘viralizou’ na internet por estar fantasiada de fada azul. Na época até mesmo a lenda viva do skate, Tony Hawk, publicou o vídeo.

Medalha de prata com apenas 13 anos de idade

O fato é que nas sete apresentações que fez, Rayssa caiu em apenas uma, perdendo duas notas razoáveis e sendo a única chance de medalhas do país na modalidade. E aí, você  mandou energia positiva para a fadinha do skate? É válido ressaltar que Pâmela Rosa, primeira colocada do ranking da categoria, e Letícia Bufoni, considerada uma das melhores da história, foram eliminadas na primeira fase, ficando em nono e décimo lugares, sendo que apenas as oito primeiras iriam para a decisão

Por fim, Rayssa fez história e conquistou a medalha de prata no skate street feminino. A atleta mirim mostrou todo seu talento, superando quase todas as concorrentes para ficar com a segunda colocação. O ouro ficou com a japonesa Momiji Nishiya, de 13 anos, que ainda viu a compatriota Funa Nakayama, de 16 anos, ficar com o bronze.

Rayssa ficou entre as medalhistas desde as primeiras pontuações, mostrando que lutaria pela ponta desde o início. A cada rodada ela foi crescendo e ficando ainda mais confiante para acertar os movimentos. Infelizmente ultrapassada no fim, a brasileira saiu muito emocionada com a realização e chorou após o fim da prova.

Que o esporte salva vidas não é novidade pra ninguém, não é mesmo? Parabéns Fadinha e todas as meninas do skate street feminino. Fica ligado que logo traremos mais novidades e algo mais aprofundado sobre Rayssa Leal, a nossa Fadinha do skate e dona de uma medalha de prata dos jogos olímpicos com apenas 13 anos. E se liga que vai ter muito mais sobre as Olímpiadas de Tóquio aqui mesmo no Portal KondZilla

PUBLICIDADE Flowers

Veja também

PUBLICIDADE Flowers
ARTE E CULTURA MÚSICA MODA EDUCAÇÃO ESPORTE EVENTOS EMPREENDA ENTRETENIMENTO SAÚDE E BEM-ESTAR TECNOLOGIA