Coronavírus / Covid-19

Brasil é o país com o maior número de contágio de covid-19 nas duas últimas semanas

05.06.2020 | Por: Gabriela Ferreira

De acordo com dados divulgados nesta sexta-feira (5), o Brasil se tornou o epicentro da pandemia do coronavírus. Isso significa o país é o lugar com o maior número de contaminações nas últimas duas semanas. Já são mais de 614 mil casos e mais de 34 mil mortes.


Foto: Marcello Casal // Agência Brasil

Em números gerais, os Estados Unidos continuam com o maior número de infectados e de mortos. Lá são mais de 1,8 milhão de infectados e 108 mil mortes. Em segundo lugar está o Reino Unido, com mais de 228 mil casos e quase 40 mil mortos. O Brasil tá no terceiro lugar, com os dados que citamos acima, mas nas últimas duas semanas, o país foi o que mais teve número de infectados. Foram 304 mil novos casos só nos últimos 14 dias, pra comparar, no mesmo período, os EUA, o país que lidera no ranking de mortes e contaminados, registou 295 mil casos.

No mês de maio, em apenas dois dias o índice de isolamento social do Brasil passou de 50%. Desde o dia 11 de março, quando as aulas e alguns serviços começaram a parar, na maior parte dos dias o país se manteve em 40% de isolamento social. Um número ainda baixo se comparado com o mínimo de 70% estabelecido pela OMS.

Apesar dos números crescentes, apenas algumas cidades testaram o lockdown, termo usado pra quando fecham determinados lugares de uma maneira bem restrita, como Niterói, no Rio de Janeiro e Belém no Pará. Outras cidades entraram em lockdown em maio, mas a medida ainda não teve efeito para que os números de novos contágios e mortes diminuíssem.

Os governantes e prefeitos consideram o lockdown uma medida extrema, por isso não adotaram totalmente ainda. Aqui em São Paulo, foi adotado do “feriadão”, a antecipação de alguns feriados pra tentar fazer com o que o isolamento social aumentasse. Outra medida foi a construção de quatro hospitais de campanhas, para aumentar o número de leitos de UTI.

Vale lembrar que algumas cidades brasileiras já tentaram sair da quarentena, mas não deu certo, como foi o caso de Blumenau, em Santa Catarina, que teve um aumento de 173% no número de casos após a cidade ser reaberta. A mesma coisa aconteceu no município de Jacobina, na Bahia.

Vacina

No meio de tudo isso, foi anunciado que a partir do dia 15 de junho começam os testes de uma vacina desenvolvida na Universidade de Oxford. O Brasil foi um dos países escolhidos e a vacina vai ser testada em dois mil voluntários de São Paulo e do Rio de Janeiro.

Com as novas notícias, precisamos reforçar o recado: quem puder, fique em casa, quem precisar sair, não se esqueça da máscara e de higienizar sempre as mãos. Vamos nos cuidar!

PUBLICIDADE Flowers

Veja também

PUBLICIDADE Flowers
ARTE E CULTURA MÚSICA MODA EDUCAÇÃO ESPORTE EVENTOS EMPREENDA ENTRETENIMENTO SAÚDE E BEM-ESTAR TECNOLOGIA