Sem categoria

Violinista que toca hits do funk decidiu viver de música após sofrer um acidente

02.10.2020 | Por: Gabriela Ferreira

Depois de sofrer um acidente e parar pra pensar na vida, Paulo Iago decidiu correr atrás dos próprios sonhos. Hoje, ele é artista de rua e encanta pessoas de todas as idades com seu talento. E ele toca de tudo, viu? Já teve cover de “Oh Juliana“, do MC Niack, Barões da Pisadinha, Ed Sheeran e por aí vai. Paulo compartilha tudo no perfil Tocando Em Almas, no Instagram, e nós do Portal KondZilla trocamos uma ideia com ele pra saber mais sobre os sonhos dele. 

Sabe quando você recebe aquele acordão pra vida? Isso aconteceu com Paulo Iago, 26 anos. Em 2017, ele se dividia entre o novo período da faculdade de Engenharia Mecânica e o trabalho. “Aprendi a tocar violino desde pequeno. Sempre fui apaixonado por música, mas cresci ouvindo que isso não dava dinheiro. Fui me dedicar a outra coisa e, em 2017, sofri um acidente de moto e acabei perdendo o dedão de um pé”, relembra ele. 

https://www.instagram.com/p/CEpJkAgj-s9/

Dois dias depois de se acidentar, um amigo de Paulo também se envolveu em um incidente e ficou tetraplégico. Foi então que ele refletiu sobre a vida. “Isso me fez pensar em mim, se tava valendo a pena fazer uma faculdade que eu não gostava só porque as pessoas achavam legal, se eu estava feliz vivendo tentando só juntar dinheiro, sendo que eu poderia morrer uma hora ou outra”. 

Na época, Paulo, que nasceu no Pará, vivia na Bahia e se mudou pra cidade de Teresópolis (RJ) pra morar com a mãe. “Comecei a trabalhar como recreador infantil em um hotel, mas ainda não era o que eu queria”, conta. “Nisso, um amigo tocava violino no estabelecimento e eu acabei pedindo pra tocar também, mas isso me fez pensar que eu tava tomando a vaga dele”. 

https://www.instagram.com/p/CFuYaFVDiHg/

A ideia de se tornar artista de rua surgiu mesmo quando Paulo viu um vídeo de um violinista tocando nas ruas de Roma, na Itália. “Pensei em tocar na Calçada da Fama, em Teresópolis, pra divulgar meu trabalho e logo na primeira vez que toquei na rua, me encantei. As pessoas passavam e sorriam pra mim, as crianças começavam a dançar”. 

Unindo o amor pela música e a paixão por viajar, desde 2019, quando virou artista de rua, Paulo já viajou tocando pelo Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo e Santa Catarina. “Por onde passei, ouvi muitas histórias, vi vários sorrisos e muita dança. Não me importo tanto com eventos grandes, gosto da energia das pessoas na rua”. 

PUBLICIDADE Flowers

Veja também

PUBLICIDADE Flowers
ARTE E CULTURA MÚSICA MODA EDUCAÇÃO ESPORTE EVENTOS EMPREENDA ENTRETENIMENTO SAÚDE E BEM-ESTAR TECNOLOGIA