HERvolution

“O bagulho é superação e resiliência”: saiba mais sobre o primeiro videoclipe da MC Lalão do TDS

31.08.2021 | Por: Gabriela Ferreira

Quem acompanha o nosso quadro Conte Aqui Sua História talvez já conheça a MC Lalão do TDS, que nos contou sobre como a arte estava a ajudando a superar o vício. Hoje ela tá de volta aqui no Portal KondZilla por causa de seu primeiro videoclipe, “Princesa do Gueto”. Se liga no papo:

Há sete meses sóbria, uma das coisas que mais ajudou a funkeira a se manter firme foi a arte. “A única coisa que eu conseguia fazer era escrever música porque eu estava passando pelo processo de desintoxicação, às vezes eu não conseguia dormir direito e ficava escrevendo”, conta MC Lalão sobre os meses após aparecer aqui no site da KondZilla. 

No corre da música já há uma cota, MC Lalão do TDS escolheu a data deste domingo para lançar o seu primeiro videoclipe. Pra quem não tá ligado, o dia 29 de agosto é o dia da Visibilidade Lésbica. Em 1996, nesta mesma data rolou o primeiro Seminário Nacional de Lésbicas, em prol de exigir políticas públicas que auxiliassem na inclusão dessas mulheres. 

A música “Princesa do Gueto” é um funk consciente que retrata a vivência da MC e tem produção da Badsista. “Conheço a Badsista desde 2016 mais ou menos e no final do ano passado, nos trombamos por acaso e trocamos uma ideia e tal. Eu falei pra ela como a música estava me ajudando e ela se ofereceu pra produzir uma música minha. Passou um tempo, dei um salve nela, trocamos um papo e depois de uma cotinha gravamos o som”, comenta Lalão sobre a parceria. 

O funk consciente ainda é um lugar formado praticamente só por homens, se é difícil saber de minas que tão passando a visão no funk, imagina conhecer minas lésbicas do consciente, como é o caso da Lalão. “Cantar sobre a minha vivência é algo normal e que mostra que eu existo. Mina no consciente é inexistente, lésbica no funk é inexistente. Eu sou uma dessas MCs, mas tem outras por aí. Quando canto e expresso meus sentimentos, falo do que estou vivendo pras pessoas ouvirem e falar ‘olha o que essa minha já passou’. O bagulho é superação e resiliência”, comenta ela. 

Depois de “Princesa do Gueto”, Lalão tá com vários projetos na manga, alguns em parceria com o Slam do Pico, e outro com a MC Mano Feu. “Quero continuar escrevendo, fazendo o que eu amo e faço pra sobreviver pra que um dia eu possa viver disso. Hoje eu escrevo pra sobreviver porque a arte me salva”.

PUBLICIDADE Flowers

Veja também

PUBLICIDADE Flowers
ARTE E CULTURA MÚSICA MODA EDUCAÇÃO ESPORTE EVENTOS EMPREENDA ENTRETENIMENTO SAÚDE E BEM-ESTAR TECNOLOGIA