“O funk está me salvando do vício”, a história da MC Lalão do TDS
Créditos: Acervo pessoal
- Por Redação

“O funk está me salvando do vício”, a história da MC Lalão do TDS

Sexta-feira é dia de Conte Aqui Sua História, dia de conhecer alguém que vai passar uma visão da vida. Hoje quem brota aqui no Portal KondZilla é a MC Lalão, que achou no funk um conforto na luta contra a dependência química. Chega mais. 

“Meu nome é Larissa, tenho 23 anos. Meu vulgo é Lalão, meu nome artístico é MC Lalao do TDS porque eu fui nascida e criada no Taboão da Serra. Vou contar um pouco da minha história pra vocês.  

Eu sempre fui de rimar em rodinha, em escola, na rua. Sempre rimei sério ou zoando, mas sempre entre família ou amigos. Eu tenho um problema com droga, sou dependente química, dois anos tentando parar e quatro meses atrás, depois de um uso abusivo de dois dias, fiquei mal.

Eu já passei por várias coisas: clínica, atendimento e terapia e esse dia cheguei em casa, não tinha ninguém e eu tomei todos os remédios que eu tinha pra ajudar na dependência na intenção de acabar com tudo isso. Graças à Deus não aconteceu nada, to aqui firme e vivona porque me socorreram.

Isso tem quatro meses e dois dias eu acabei saindo de novo, usei de novo e cheguei em casa e falei que não dava mais, que essa vida não dava mais pra mim. É foda, só quem é ou tem alguém na família que é sabe o quanto isso é foda. Eu já to há dois anos tentando parar e não consigo, mas decidi tentar e ficar em casa. 

Nisso que comecei a ficar em casa, batia muita neurose, eu virava dois dias sem dormir, ficava só andando dentro de casa pensando. Foi aí que decidi voltar a escrever. Nas antigas eu escrevia uns raps então voltei a escrever. Isso tem uns quatro meses e até agora to firmona e o funk tem me ajudado nisso. Tem uns funks conscientes, tipo “Toma Juízo”, do MC Menor MR que fala de vício e me inspiro muito nisso. 

Tenho escrito sobre minha história e meu problema com droga, quero passar a visão que essa porra mata e não é brincadeira. Eu ouvi isso minha vida inteira, que droga matava, mas a gente quando é novo acha que não vai acontecer nada e quando vê tá no fundo do buraco.”

https://www.youtube.com/watch?v=QVVfbxSt-RQ

O funk pode mudar vidas e ajudar em muitos momentos difíceis, como está auxiliando a vida da MC Lalão. Se identificou com a história dela? Manda a sua pra gente no e-mail conteaquisuahistoria@kondzilla.com e não se esqueça de nos mandar seu telefone, fotos e redes sociais.

Tags relacionadas:

Conte aqui sua historia