Rick Chesther confirma: nunca foi sorte, sempre foi determinação

Autor: Gabriela Ferreira

Fotos por: Ivan Guimarães // Portal KondZilla

Histórias que inspiram | 18/06/2019 16:28:41

Anexo faltante

“O que leva qualquer pessoa à vitória são apenas dois elementos, o primeiro é não desistir, o segundo é não esquecer do primeiro”, essa frase é de Rick Chesther, 42, um grande exemplo de persistência e de acreditar em si mesmo. Isso porque ele era ambulante na praia e mudou de vida com um vídeo em que falava sobre o que é empreender vendendo água. Ele é um dos personagens do videoclipe de “Nunca Foi $orte“, do MC Guimê com o MC Rodolfinho, que fala exatamente sobre superar os obstáculos da vida. Se você não sabe quem é o Rick, se liga que o Portal KondZilla te conta porque ele é uma inspiração.

O empreendedor nasceu em Pitangui, Minas Gerais, e morou a maior parte da vida no Rio de Janeiro. Desde criança, Rick tem uma visão fantástica. Quando ele tinha apenas sete anos, a mãe dele teve uma doença e o médico disse que ela não sobreviveria a uma cirurgia. “Quando minha mãe adoeceu, meu pai me disse que nós [Rick e os dois irmãos] tínhamos que estar pronto pra um dia perder a mãe, o pai ou pra qualquer outra coisa que pudesse acontecer. Entendi isso muito cedo”, conta ele ao Portal KondZilla durante a gravação do clipe.


Foto: Reprodução // Redes Sociais

Pensando nisso que o pai lhe disse, Chesther fez uma horta e começou a vender verdura pra conseguir ajudar no sustento da família. Hoje, ele se dá conta de que aquilo já era empreender. Além de começar cedo na luta, ele sempre dividiu seu tempo entre trampar e ler muito depois de precisar abandonar a escola, em 1997, pra trabalhar. Ele conta que lia cerca de quatro livros por semana e esse aprendizado foi se acumulando ao longo dos anos.

Antes de vender água, o mineiro chegou a trabalhar como pedreiro, cobrador de ônibus, limpador de vidro e faxineiro, mas foi nas praias de Copacabana, no Rio, que sua vida mudou.

“Não foi só um vídeo. Esse sucesso é a soma de muitos erros, muita aprendizagem e muito esforço”. Essa frase dita por ele é uma que explica muito de sua vida. Com essa visão de não deixar a peteca cair, em 2017, já com 41 anos, ele estava passando por problemas com grana, então decidiu pedir R$ 10 emprestado pra um amigo, e com esse dinheiro comprou uma mochila de garrafinhas de água e meio saco de gelo pra ir vender água na praia de Copacabana, no Rio de Janeiro.

Com esse investimento de apenas uma notinha de dez, ele já chegou a faturar entre R$ 150 a R$ 200, como ele contou ao jornal O Globo.

Sem nunca ter vergonha de suas origens ou de seus trabalhos, que muitos ainda consideram “ruins”, Chesther um dia foi provocado na praia enquanto vendia água por um cara que falou que Rick era “apenas um neguinho que vendia água” e por isso não podia falar da crise financeira do país. Com a cabeça sempre levantada, Rick usou a situação ruim para fazer seu primeiro vídeo no YouTube. “Não vou brigar com esse cara, vou continuar falando de crise porque aqui no Brasil, as pessoas tem mania de diminuir o outro. Não respondi a ofensa porque se você ofende, você se torna ofensor tanto quanto quem te ofendeu e no morro a gente não precisa disso porque as pessoas já acham que a gente favelado é sem educação e não é bem assim”, conta ele sobre o caso.


Foto: Reprodução // Redes Sociais

Foi aí que surgiu o vídeo “A Crise Está Dentro das Pessoas”, postado por ele em abril de 2018. No vídeo, que deu iniciou a série ‘Minuto do Empreendedorismo’, ele fala como vender água pode ser um bom negócio, como ser ambulante é um trabalho justo e se as pessoas acham que esse trampo não serve pra elas, talvez o problema esteja na pessoa e não na crise. Esse vídeo viralizou nas redes sociais, principalmente no WhatsApp, o que fez com que Chesther começasse a ser cada vez mais procurado por conta de sua história.

Com uma bagagem enorme que foi somando ano após ano e todas as dicas dadas por ele no YouTube, com dicas pra quem quer começar a empreender, conselhos e histórias pra ajudar os outros a seguirem seus sonhos, Rick Chesther lançou seu primeiro livro, “Pega a Visão”, que se tornou um dos livros mais vendidos do Brasil em 2018. Além disso, ele ainda rodou por vários países para palestrar contando sobre sua trajetória.

A história de Chesther pode parecer um milagre, mas ele mesmo deixa muito claro que o que o levou a onde ele está hoje foi a disposição, e que ser empreendedor não é um dom, ou seja, todos também podem vencer.

“Todos podem chegar onde eu e o Guimê estamos, ou até passar a gente. Basta estar disposto a enfrentar o que for pra realizar esse sonho”, explica ele. “Eu sou um cara que escolheu dar certo. Não existe uma cartinha certa de quem nasceu na favela vai dar errado e quem nasceu nas áreas ricas vai dar certo”, comenta ele sobre como a força de vontade foi o fator decisivo pra ele chegar tão longe.

A disposição é um papo muito recorrente que Rick passa pra galera. Além disso, Chesther bate muito na tecla de que as pessoas não podem desistir dos sonhos ou de tentar ter uma vida melhor, que precisamos acreditar mais em nós mesmos e de que somos capazes. “Não é fácil, se fosse fácil, qualquer um poderia fazer, e eu não sou qualquer um. Não vou me agarrar nos 99% de dar certo, vou no 1%”.

Às vezes as coisas parecem impossíveis, mas histórias como a do Rick fazem a gente criar esperança. Como ele mesmo diz, não podemos pensar só nos ganhos, nos lucros e nas coisas boas que a vida pode nos trazer. Por isso, mesmo hoje estando bem, ele ainda anda pra cima e pra baixo com uma caixa de isopor porque se tudo der errado, ele continua com a mesma disposição pra começar tudo de novo. Assim como nós também temos que estar sempre preparados pra levantar depois da queda. Pegou a visão?

Acompanhe o Rick Chester nas redes sociais: Instagram // YouTube

O quê você
procura?