Matérias

KondZilla completa 10 anos com uma história repleta de sucessos e realizações

31.05.2021 | Por: Rayane Moura

10 anos de KondZilla! 10 anos que o primeiro videoclipe de funk com o logo KondZilla foi ao ar, 10 anos de uma marca que tem como foco levar o funk e a cultura da quebrada para o mundo. Em 31 de maio de 2011, foi o começo dessa história. Cola no Portal KondZilla para conhecer um pouco mais sobre. 

Tudo começou após a publicação do vídeo “Megane”, do MC Boy do Charme. Esse foi o primeiro clipe que chegou na pista com o logo KondZilla, tudo sob o comando de Konrad Dantas, criador e fundador da marca.

Naquela época, o Canal KondZilla ainda não existia. Por esse motivo, a publicação do vídeo era de responsabilidade do artista. A intenção do clipe era fazer com que o público conhecesse o MC Boy do Charme, o que deu mais que certo. 

Em menos de um mês, o artista bateu a marca de mais de 1 milhão de views no YouTube, número considerado alto na época, principalmente para o funk. Konrad Dantas viu então uma oportunidade de crescer, levando o funk e a quebrada por todo Brasil, e por isso resolveu investir mais e daí surgiu a KondZilla. 

O primeiro videoclipe dirigido por Kond publicado no Canal KondZilla foi “É O Fluxo”, do MC Nego Blue, em 24 de setembro de 2012. Daí para frente, ele não parou mais! 

História

Com diversas produções audiovisuais voltadas para os artistas do funk, a produtora de videoclipes começou a se destacar no mercado. Naquele tempo, o funk ostentação estava em alta, e Kond trazia as letras das músicas para os clipes: jovens de quebrada que venceram na vida e ostentavam em mansões de alto padrão, com carros e motos de luxo. 

As produções começaram a dar tão certo, que o nome KondZilla começou a ascender e se tornar uma referência no mercado. Hoje, o canal KondZilla se tornou o maior canal do Youtube no Brasil e da América Latina, o maior canal de Funk do mundo e o 4º maior canal de música do mundo. 

São mais de 63 milhões de inscritos no canal, mais de 34 bilhões de visualizações e cerca de 1.800 videoclipes lançados. Além disso, foi produzido e lançando dois videoclipes brasileiros que alcançaram a marca de 1 bilhão de views no Youtube, são eles “Olha a Explosão”, do Kevinho e “Bum bum Tam Tam” do MC Fioti

E não parou por aí! O Portal KondZilla foi criado, sendo a principal plataforma de comportamento para os jovens da favela. Esse foi o primeiro canal da América latina a alcançar 1 milhão de inscritos, sem nenhum vídeo publicado. 

Além do YouTube

Ademais, em 2019, a KondZilla lançou a série “Sintonia” na Netflix, e foi a produção brasileira mais assistida da plataforma naquele ano, disponível em 190 países. A atração gira em torno de 3 jovens de quebrada, e mostra a correria dessa galera. 

A marca também criou o KondZilla Festival, considerando o Lollapalooza do funk, além do Bloco KondZilla no carnaval de São Paulo, sendo o primeiro voltando com atrações 100% para o funk.

Em 2021 a marca cresceu ainda mais! A KondZilla agora possui um programa de funk na tv aberta protagonizado por mulheres, intitulado de Hervolution, com uma programação semanal na Redetv. Além disso, estreamos um podcast que ganhou o nome de ParçasZilla que vai ao ar toda semana, além do lançamento de uma série de esquetes de humor. 

A KondZilla mudou minha vida! 

Além dos diversos artistas e MCs, a KondZilla mudou a vida de diversos jovens de quebrada que trabalham diretamente com a marca. Por trás das câmeras, uma equipe de profissionais existe para fazer com que tudo isso aconteça. Confira alguns depoimentos:

“O roteiro começa com um menino sonhando acordado na zona leste de São Paulo em meados de 2011. Ninguém acreditava no seu talento e diziam que essa vida não era pra ele, mas ele nunca deu ouvidos, ficava no seu quarto ouvindo funk, conversando com Deus e estudando muito. Corta cena pra 2021, ele ta com um kit chave, nave na garagem, a fiel do lado e os bico tudo querendo colar com ele. Parece que já viu isso em algum lugar, né? Viver como um filme é a nossa realidade. Eu me sinto feliz, e isso o funk me diz”, disse Tico Fernandes, Diretor Criativo da empresa.

“Fazer parte da história da KondZilla é uma enorme realização, além da vantagem por possibilitar que as pessoas ampliem sua visão de negócios, já que atuamos na maior plataforma de comportamento jovem periférico do Brasil. Somos uma holding 360º que atua em diversas frentes e construir essa marca é gratificante”, enfatizou Eduardo Saraiva. O Produtor Executivo comemorou o sucesso da empresa e atribuiu isso ao resultado do trabalho de uma grande equipe, a qual sempre foi comprometida a fazer tudo acontecer ao longo desses 10 anos. Ele disse que a convivência com indivíduos de diferentes níveis e culturas organizacionais agrega muito ao desenvolvimento profissional, criando uma rede ampla e abrangente de oportunidades comerciais. “A KondZilla é a soma de múltiplos talentos que se orgulham de fazer parte da história da companhia”, afirmou.

Kaique Alves também é Diretor Criativo da KondZilla, e começou a trabalhar na empresa ainda adolescente, com 15 anos. Desses 10 anos de história, ele fez parte de 7 anos, e lembra como tudo até agora foi intenso e gratificante. “A Kondzilla me acolheu e ali foi onde encontrei uma segunda família e uma casa. A casa que eu frequentava para fugir dos problemas da minha verdadeira casa na favela, a casa que eu frequentava para ter uma nova visão de mundo, trabalhar com meus novos irmãos, conhecer pessoas diferentes e principalmente realizar os meus melhores sonhos”, relembrou.

“Conheci as risadas nas favelas pelo Brasil, o sorriso das crianças ao ver a equipe Kondzilla gravando na quebrada deles. O sorriso de esperança de dias melhores, assim como foi o meu, no dia em que vi a Kondzilla gravando pela primeira vez num campão de terra no fundão da zona leste de São Paulo. A Kondzilla salvou minha vida, me formou, me guiou e como toda família tem seus altos e baixos, com eles aprendemos e seguimos em frente. Sempre serei grato por todos, especialmente o Kond, que sempre pegava no meu pé para que eu fosse não só um profissional, mas uma pessoa melhor”, agradeceu.

“Tiveram vários momentos marcantes, um deles que acho legal foi quando o canal bateu um milhão de inscritos porque depois disso o crescimento foi cada vez mais rápido”, destacou Daniel Alves, Diretor de Videoclipes.

“Acho que ao longo desses 10 anos o trampo que me deu mais satisfação, foi o lançamento do Portal KondZilla, de forma oficial. A gente ficou quase 1 ano e meio desenvolvendo o projeto, em cima de uma ideia que tinha surgido há 4 anos antes, deu muito trabalho, mas agora estamos colhendo muitos frutos”, explicou Fabrizio Scott, o Diretor de Arte da marca. 

O nosso diferencial é dar ouvidos ao jovem periférico e com isso ampliar as vozes da quebrada. A história da empresa dá vida ao desafio de fazer a favela vencer”, comentou Filipe Ratz. O Diretor de Growth não deixou de pontuar a importância da equipe para fazer a companhia crescer de forma contínua.

Girl Boss

Alana Leguth é Sócia-Fundadora da KondZilla e relembrou sobre como tudo começou: “Eu me lembro quando Konrad estava trabalhando com Charlie Brown e ele foi fazer o primeiro clipe do Primo. Quando ele percebeu o mercado que existia para isso, ele quis se socar e virou pra mim: ‘vou fazer isso, vou fazer clipe de funk, você me apoia?’ Eu disse que sim e até hoje cá estamos, me lembro claramente desse dia.”

Ela sintetizou os 10 anos de história em perseverança, já que não foi nada fácil, com muitos altos e baixos. Para Alana, o momento mais marcante foi criar o projeto do HERvolution e colocá-lo na TV aberta. “É a realização de um sonho na prática, é você pegar aquela ideia que um dia era uma loucura para todo mundo e fazer se tornar realidade”, contou. Uma curiosidade que poucos conhecem, é que a Sócia-Fundadora foi roteirista de diversos clipes no começo. “Fica para vocês adivinharem”, brincou.

Outra grande referência de liderança feminina dentro da companhia é Mônica Cason. A Produtora Executiva se inseriu no mercado da música e do entretenimento através da empresa. “Há seis anos trabalho aqui com o foco de entregar conteúdos de qualidade para o nosso público”, disse. Além disso, ela é a responsável pelo Portal KondZilla e visa dar espaços para talentos que se comuniquem com. o público da favela.

“Trabalhamos em novas oportunidades de mercado, pensando em dar não só conteúdo, mas esperança de que tudo é possível através do funk”, finalizou Mônica.

São dez anos de muita história, que chega a ser impossível resumir em apenas uma matéria. O portal KondZilla agradece a todos que fizeram e fazem essa história acontecer, completamos uma década de muitas conquistas, e muitas outras ainda estão por vir. 

PUBLICIDADE Flowers

Veja também

PUBLICIDADE Flowers
ARTE E CULTURA MÚSICA MODA EDUCAÇÃO ESPORTE EVENTOS EMPREENDA ENTRETENIMENTO SAÚDE E BEM-ESTAR TECNOLOGIA