Coronavírus / Covid-19

Entenda o que é o lockdown e quando ele é acionado

13.05.2020 | Por: Redação
Movimento no bairro da Liberdade durante a quarentena

Desde que o novo coronavírus chegou no Brasil, muita coisa mudou. Em São Paulo, o governo do estado decretou quarentena a partir do dia 24 de março, fazendo com que comércio parasse, aulas fossem interrompidas e muita gente ficando em casa. Agora, alguns estados brasileiros já entraram em lockdown, como Pará, Maranhão e Ceará e nos jornais sempre perguntam se São Paulo vai aderir também. Mas afinal, o que significa lockdown?

A palavra de origem inglesa significa: bloqueio, confinamento. Ela induz que as pessoas fiquem em confinamento até que uma situação (de emergência ou preventiva) se passe. No momento atual, estamos enfrentando um vírus que ainda não tem vacina e a melhor proteção é o distanciamento social da população para evitar o contágio.

Como dia após dia o número de novos casos continuam aumentando, mesmo com medidas de distanciamento social e a quarentena no estado, uma medida mais drástica seria o governo decretar o lockdown, ou seja, o confinamento das pessoas em casa, para diminuir o número de novos casos.

Mas o lockdown funciona?

Se as pessoas respeitarem e realmente ficarem em casa, essa medida tem eficácia sim, como aconteceu no caso da Itália que entrou em quarentena por 6 semanas e conseguiu abaixar o número de novos casos.

Só que a medida não surte efeito do dia pra noite. No caso do coronavírus, os primeiros sintomas costumam aparecer entre 10 a 15 dias. Com o lockdown implantado, vamos começar a sentir o número de casos diminuir depois de 15-20 dias, onde as pessoas estarão em casa sem contato com pessoas infectadas e com isso, vão parar de surgir novos doentes.

É uma medida drástica que afeta diretamente a vida das pessoas. Cada região adapta o lockdown a sua maneira, algumas permitem algum tipo de circulação, outras criam rodízio de dias e até mesmo aplicam multas para evitar que as pessoas saiam de casa.

Quando começa e quando termina o lockdown?

No estado de São Paulo, o governo apontou indicadores para flexibilizar a quarentena como também para torná-la mais rígida. Para flexibilizar, o governo pede que não se tenha novos casos num período de pelo menos 14 dias e também que tenha leitos disponíveis nos hospitais. Ao mesmo tempo, se o número de casos não para de subir, os hospitais começam a lotar a capacidade das UTIs e a população não fica em casa, isso pode fazer com que o governo tenha que aplicar medidas mais rígidas.

Entre as novas, medidas da prefeitura e governo do estado, foi aumentar a quarentena até dia 31 de maio, o rodízio de carro e o esforço em pedir para a população ficar em casa – todos os dias. É um esforço de todo mundo, principalmente pra quem trabalha, mas que vai ajudar a todos.

Caso as medidas dos governos consiga abaixar o número de novos casos e mais pessoas se curem, liberando os hospitais, os governos devem afrouxar a quarentena. Da mesma forma que se os casos aumentarem, eles devem deixar a quarentena mais rígida. Por isso, é importante que toda a população participe das ações para adiantar a retomada das atividades.

PUBLICIDADE Flowers

Veja também

PUBLICIDADE Flowers
ARTE E CULTURA MÚSICA MODA EDUCAÇÃO ESPORTE EVENTOS EMPREENDA ENTRETENIMENTO SAÚDE E BEM-ESTAR TECNOLOGIA