Arte e Cultura

Dono da página Funkeiros Cults conta sobre imersão na maior floresta tropical do mundo

14.09.2022 | Por: Karine Ferreira

Dayrel Teixeira, criador e administrador da Funkeiros Cults, participou duma imersão nas questões socioambientais em prol da proteção da Amazônia e conta pra gente o que a floresta tem a ver com a quebrada.

Kamila Camilo, ativista e empreendedora social e Raull Santiago, também influenciador e ativista, presente e engajado em pautas sociais do terceiro setor, idealizaram a primeira edição do Creators Academy, selecionando influenciadores e criadores de conteúdo para uma experiência de imersão na Amazônia, nos dias 25 a 31 de julho deste ano.

Dono da pagina Funkeiros Cults conta sobre imersão na maior floresta tropical do mundo
Foto: @helenaalbaa

A ideia do projeto foi trazer vivências diferentes pra uma galera bem urbana, aproximando o pessoal de questões ambientais, como a proteção da floresta amazônica e seus povos – e nisso entram justiça climática, racismo ambiental, crise hídrica, soberania alimentar. Levar eles até lá foi fundamental pra proporcionar uma visão mais ampla sobre as reais belezas e questões da Amazônia.

Entre os influenciadores que participaram do projeto estava o Dayrel Teixeira, criador da página Funkeiros Cults, que fala diretamente com o público de quebrada, unindo a literatura a referências musicais, linguísticas e estéticas da periferia.

Dayrel conta que durante a imersão conheceu o Teatro Amazonas, restaurantes com culinária regional, e que eles chegaram até ir para a Ilha de Tumbira, que leva sete horas de barco, uma comunidade de madeireiros que vivem de turismo. “Foi mágico, entramos na floresta, passeamos de barco, tivemos alguns rituais para entrar na floresta”, revelou.

O influencer também contou que uma das experiências mais incríveis que teve foi ao entrar no meio da floresta amazônica durante a noite. “Não tinha nenhuma luz e eu nunca havia visto tanta estrela na minha vida, muitas estrelas, eu me sentia indo para o espaço de tanta estrela, mas eu estava no meio da floresta, no rio, com as pessoas ali todas emocionadas, conectadas com a floresta, com o rio. Foi uma visão única que provavelmente eu nunca mais vou ter de novo na vida”, relatou.

O idealizador da Funkeiros Cults explicou que aprendeu durante a imersão a valorizar o corre dos povos que estão diariamente trabalhando, sobrevivendo da floresta, cuidando da floresta e sendo cuidado pela floresta e o quanto cada ser humano deveria se conectar com a natureza.

Para Dayrel, a luta pela a Amazônia também lembra a luta pela periferia. “As lutas, os confrontos, as causas – inclusive teve um momento que eu, Raull Santiago e o Luquinhas, a galera de periferia, choramos ouvindo a história de um dos barqueiros, porque era muito parecida com a nossa luta pela periferia. Eu quero trazer isso para o meu trabalho”.

O influencer finaliza contando que agora busca mostrar para seu público toda a importância da floresta, dos cuidados com o meio ambiente e também o cuidado com as pessoas que estão presentes diariamente zelando pela natureza e vivendo dela.

PUBLICIDADE Flowers

Veja também

PUBLICIDADE Flowers
ARTE E CULTURA MÚSICA MODA EDUCAÇÃO ESPORTE EVENTOS EMPREENDA ENTRETENIMENTO SAÚDE E BEM-ESTAR TECNOLOGIA