Sem categoria

‘Bipolar’: como o som de DJ 900 e MC Davi se tornou o funk nº 1 do Brasil

15.07.2021 | Por: Gabriela Bulhões
bipolar música bipolar música Crédito: Reprodução

Quem aqui nunca ouviu o trechinho ‘vai se tratar garota’? A música mais tocada do Brasil por dois meses é um funk paulista e nasceu da união improvável de um DJ ex-crente do Espírito Santo com um MC paulistano fã de Racionais. ‘Bipolar’ foi feita em duas horas. Cola no Portal KondZilla e vem saber mais!

A música do DJ 900 e MC Davi passou 43 dias como a número 1 do Spotify Brasil, além do clipe ter mais de 125 milhões de visualizações e ser campeã de desafios no TikTok. Sucesso, né?

“Eu falei pro Davi: você já viu aquelas músicas de BH que estão estourando muito? Lá não tinha um artista gigante nacionalmente, e eu pensei: imagina se a gente fizer um no ritmo de lá? Em São Paulo, o ritmo é um 120, 130 mais trabalhado. O funk de BH mistura um monte de beat pra fazer um beat só, fica aquele pontinho na cabeça”, explica 900 em entrevista para o G1.

Os beats já estavam produzidos e gravados pelo 900 em um estúdio improvisado e após três garrafas de cachaça, ele gravou as bases de guitarra e teclado de “Bipolar”: “O beat é feito numa guitarra. No início da música, tem tipo um pianinho. De instrumento tem isso e tem um assovio também no meio só. E as vozes eu vou gravando. A gente faz tudo na hora, pega o microfone, grita pah, grita tum e eu vou tratando até parecer um beat.”

Os MCs moram perto um do outro e ainda estão sempre na empresa. Sendo assim, é fácil dar de cara com a gravação um do outro. Foi dessa forma que Don Juan entrou. “Três dias depois da música pronta, estávamos no estúdio gravando, o Don Juan abriu a porta e falou: ‘eu quero entrar nessa música também'”, conta 900.

Já a entrada de Pedrinho foi pela união da empresa. “Temos a coletividade de chamar um o outro, porque aqui a gente um dia está ajudando um e no outro a gente pode ser ajudado. O Pedrinho, que tem um nome muito forte, muito bom, a gente queria vê-lo no funk de novo”, conta Davi.

Já brigou com o mozão?

No dia que compôs, MC Davi estava brigado com a esposa e quando ouviu o beat do 900, começou a escrever. Depois de 20 minutos, levantou com a letra praticamente pronta.

“Eu sou casado, né. E todo casamento tem briga. Então gosto de ir para o estúdio quando estou tretado. O 900 me permitiu acender meu narguilezinho, a gente deixa a luz bem baixa, entra naquele clima, numa situação de tristeza, sofrimento. E aí ficou mais fácil pra fazer a ‘Bipolar'”, revela Davi.

Mesclando boy e quebrada

Segundo MC Davi, o segredo de “Bipolar” foi ouvir e entender a quebrada e, ainda assim, ter um beat mais “limpo” para agradar “playboy”. Ademais, o DJ 900 compôs a melodia pensando justamente no TikTok. Por outro lado, Davi fez a letra pensando na comunidade.

A letra fica na cabeça e chegou até a causar polêmica. Afinal, seria ofensiva ou machista? Os artistas discordam das críticas. “É a arte. Tem mulher que ainda manda no meu direct ‘essa música é engraçada’, ‘aconteceu comigo e com meu marido’. Manda foto com o marido dando risada [e diz] ‘nossa, a gente briga direto, mas a gente se ama'”, argumenta MC Davi.

Fonte: G1

PUBLICIDADE Flowers

Veja também

PUBLICIDADE Flowers
ARTE E CULTURA MÚSICA MODA EDUCAÇÃO ESPORTE EVENTOS EMPREENDA ENTRETENIMENTO SAÚDE E BEM-ESTAR TECNOLOGIA