Sete nomes pra sacar o brega funk de Recife

Autor: Gabriela Ferreira

Fotos por: Arte // KondZilla

Bregafunk | 05/09/2019 16:23:43

Anexo faltante

O brega funk conquista cada vez mais seu espaço pelo Brasil. O ritmo nasceu em Recife, e como o próprio nome sugere, reúne a música brega recifense com as influências do funk. Essa união de ritmos foi nascendo quando o funk carioca anos atrás chegou em Pernambuco, abrindo alas pra novos MCs brotarem na cena. Apesar de ser consolidado no Recife, a música ganhou mais espaço nos outros estados nos últimos tempos. Pra você sacar mais sobre o brega funk, o Portal KondZilla fez uma listinha de uns artistas pra te deixar a pá do que tá rolando.

 

MC Leozinho do Recife

Pra começar essa lista, precisamos mencionar o MC Leozinho do Recife, um dos mais antigos do brega funk. Ele começou lá atrás e por conta da grande influência do funk carioca (e da baixada santista), Leozinho fazia um som mais parecido com o funk do sudeste, como no som “Eu Sou Mais Jesus“. Com o passar do tempo, o brega funk foi evoluindo e o MC também, que hitou no ano passado com “Toma Bebezona”, que tem mais de 3,2 milhões de visualizações no YouTube.

 

Shevchenko e Elloco

A dupla Shevchenko e Elloco também tá no corre há muitos anos e passou por uma trajetória de altos e baixos pra em 2018, com o lançamento de “Gera Bactéria“, conseguir emplacar um hit. A música do ano passado abriu alas pra “Tome na Pepeka”, um remix que eles fizeram ao lado de Biel Xcamoso da música “Se eu Engravidar a Culpa é Sua Não é Minha“, dos cariocas DJ Gabriel do Borel e MC Lucy. Esse som cresceu tanto que tocou em vários lugares do país durante o verão e fez com que a carreira da dupla tivesse mais destaque. Com o sucesso, Shevchenko e Elloco aproveitaram para lançar dois videoclipes com a KondZilla, “Ninguém Fica Parado” e “Dally“.

 

MC Troia

Um dos maiores artistas de Recife, Troia também é um dos pioneiros do brega funk e passou por todas as fases do movimento. Assim como Shevchenko e Elloco, ele também só estourou nos últimos tempos, mais precisamente no começo de 2018 com “Pode Balançar“.

 

Dadá Boladão

Nem só de passinho e música animada vive o brega funk, e Dadá Boladão tá aí de prova. O cantor vem com suas canções de amor, mais conhecidas como batidão romântico. Um de seus maiores sucessos é “De Ladin“, que teve o videoclipe lançado pelo canal KondZilla e já passa das 18 milhões de visualizações.

 

MC Loma e as Gêmeas Lacração

Achou que a gente não ia falar da Loma, né? A MC de Jaboatão dos Guararapes, bairro do Pernambuco, foi sensação em 2018 com “Envolvimento“, a música do carnaval que rodou o Brasil todo. Loma e suas primas, Marielly e Mirella, mais conhecidas como Gêmeas Lacração, ganharam o coração da galera por causa da simpatia e do carisma do trio.

 

 

DJ DG E Batidão Stronda

O que seria das músicas sem os produtores musicais, né não? Por isso é impossível não mencionar os DJs DG e Batidão Stronda, que juntos fizeram vários hits, como “Malemolência“, do Dynho Alves, que já passou das 168 milhões de visualizações no Youtube, “Você Me Conquistou“, do MC Bruninho (mais de 100 milhões) e várias outras.

 

 

Brega funk em São Paulo

Com a popularização do gênero, muita gente decidiu investir no ritmo aqui em SP, como foi o caso do Dynho Alves, que citamos acima com “Malemolência“; Tainá Costa, com “Paralisa e Treme” e “Aquecimento da Tainá Costa“, MC Hollywood, com “Ritmo da Flauta“, e muitos outros artistas que vêm cada vez mais mesclando as influências das músicas do Brasil.

Leia também:
Dadá Boladão apresenta o bregafunk de Recife
Shevchenko & Elloco passam a visão do movimento bregafunk
Um bate papo com o produtor Dany Bala

ASSINE A NEWSLETTER

NÃO PERCA NENHUMA NOVIDADE DO NOVO PORTAL KONDZILLA!

O quê você
procura?