/ Matérias

MC Trans fala sobre noivado: “quem te ama tem que lutar com você”

- Por Gabriela Ferreira

MC Trans fala sobre noivado: “quem te ama tem que lutar com você”

O romance está no ar! Poucos dias após ter anunciado que estava namorando, MC Trans foi pedida em casamento e nós do Portal KondZilla trocamos uma ideia com a funkeira pra saber mais dessa história de amor. Se liga que até o Mítico aparece nesse conto de fada:

Depois de dois relacionamentos difíceis, MC Trans está vivendo uma verdadeira história de amor. Mas, o caminho até aqui não foi fácil. “Fiquei noiva por três anos e nas vésperas do casamento, descobri que era traída. Entrei numa depressão, deixei minha carreira e depois decidi que nunca mais ia confiar em homem, fiquei com trauma. Quando a gente passa por um relacionamento em que a outra parte não tem responsabilidade afetiva, é muito triste”, relata ela.

MC Trans decidiu focar na carreira e extravasar, que nem na música “Dona das Pirocas da Favela”. “Pensei em aloprar muito, mas isso não é muito parte da minha personalidade. Um belo dia, conheci o Leandro Totti. A gente se conheceu porque ele era meu fã e logo quando demos o primeiro beijo, eu vi que ele era o homem da minha vida”, conta a funkeira. 

Trans e Leandro foram se conhecendo melhor até que o pedido de namoro veio após a entrevista da funkeira no Podpah. “O Mítico me deu um selinho e eu, pra provocar, falei que tava solteira. Deu 1h30 da manhã do dia seguinte, o Leandro tava na minha porta me pedindo em namoro e eu nem imaginava que ele estava me preparando uma surpresa. Dias depois, ele me pediu em casamento”, diz a artista sobre a oficialização do namoro. 

Desde os 15 anos, MC Trans já sonhava com o príncipe encantado. “As pessoas sempre me disseram que eu não tinha direito de viver isso. Toda vez que eu quase vivi uma história de amor, a transfobia e o preconceito que o homem passa por estar comigo me prejudicava. O ex-patrão do meu noivo mandou várias mensagens transfóbicas pra ele quando descobriu que eu era trans”, diz a MC, que vai entrar com um processo contra o ex-patrão transfóbico e Leandro pediu demissão. “O Leandro segura a minha mão e eu seguro a dele. Ele faz eu me sentir mulher e segura”. 

Como, mesmo em 2021, a sociedade ainda seja extremamente preconceituosa, a vida das pessoas trans são muito dificultadas em muitos aspectos, começando ao direito ao estudo, ao trabalho, e também nas relações amorosas.

“Para todas as mulheres e homens trans, o meu recado é o seguinte: a gente não precisa de outra pessoa pra ser feliz, só é bom se a pessoa vem pra somar. Se ela só te usa pra sexo, pra fetiche e não segura a sua mão e não grita pro mundo que tá com você, essa pessoa não é pra você. Se você aguenta o preconceito e luta todos os dias, quem te ama tem que lutar também”, diz.


Tags relacionadas:

HERvolution

Notícias