/ Matérias

Discos de rap e funk de 2021 pra você não deixar passar

- Por Redação

Discos de rap e funk de 2021 pra você não deixar passar

Fim de ano chegou e que tal aproveitar o recesso para se atualizar nos discos lançados neste ano? O Portal KondZilla separou seis discos para você que não teve tempo de se atualizar no que tá acontecendo na música. Se liga:

MC KEVIN – PASSADO E PRESENTE

Não tem como falar de discos que marcaram o ano sem falar de “Passado e Presente“, do MC Kevin. O disco saiu menos de uma semana depois da morte prematura do MC, em maio deste ano. Ao longo de dez faixas, MC Kevin fala sobre várias situações, principalmente, sobre ter superado diversas fitas e ter feito o mundão girar por meio do funk. Na letra de “Opção”, feat com o MC PH, Kevin canta que, pros moleques da quebrada, só existem duas opções: traficar ou roubar. Esse é um assunto que o funkeiro puxa no disco inteiro, abordando vários aspectos da vida na quebrada, a falta de oportunidade, a fome e o racismo. “Passado & Presente” é um desabafo do artista sobre todas as coisas que ele passou e que é comum para tantas pessoas de quebrada.

FBC E VHOOR – BAILE 

FBC e Vhoor apostaram no Miami Bass para o “Baile“, disco inspirado no Baile do Vilarinho, região norte de Belo Horizonte, Minas Gerais, e na cultura de passinho de BH. O álbum tem dez faixas que contam a história de uma comunidade que está sendo invadida por milicianos. Apesar do personagem principal dessa história ser o baile, três outros personagens são muito importantes: Pagode, Paulinho Falador e Jéssica. Ao longo das músicas, Pagode conhece Jéssica no baile e os dois começam a dançar juntos. Pagode vai preso por causa do Paulinho, que escondeu uma arma e ela foi achada pela polícia perto do Pagode. Fora da cadeia, Pagode encontra Jéssica dançando com outro no Baile. Depois, a milícia invade a comunidade. “Baile” foi lançado dia 12 de novembro e conta com participações especiais de Uana, Mac Júlia, Djair Voz Capelinha, Mariana Cavanellas e Ferb

MC CAROL – BOROGODÓ

Com 12 sons, “Borogodó” reúne beat bolha, a levada característica do funk mineiro, o brega-funk, muita sensualidade e muito som daora. “Tudo que toca no disco é o que toca na minha casa. Tanto que ainda me surpreendo quando falam que ele é muito eclético porque pra mim não é. Sou eu que sou e o álbum reflete isso”, comentou MC Carol sobre as misturas de “Borogodó” para o Portal KondZilla.

MD CHEFE – ATG TAPE

A verdade é essa! MD Chefe é um dos nomes do ano e não é por acaso. O artista roubou a cena com o disco “ATG Tape”, o primeiro da carreira do rapper. O disco tem oito faixas, dentre elas, os dois maiores sucessos do rapper: “Rei Lacoste“, feat com Domlaike, e “Tiffany“. 

TASHA E TRACIE – DIRETORIA

No EP “Diretoria”, que conta com sete faixas, as gêmeas Tasha e Tracie falam sobre liberdade e empoderamento das minas pretas. Ao longo das músicas, as rappers relembram vivências do passado, pessoas que desacreditaram e ainda desacreditam no trampo delas, além de celebrarem as conquistas até agora.

DON L – ROTEIRO PRA AINOUZ, VOL. 2

Depois de anos de espera, o rapper Don L soltou o esperado “Roteiro Pra Ainouz, Vol. 2”, sucessor do RP3. No disco, Don L repensa um Brasil ideal a partir de uma reflexão do estrago do período colonial e do capitalismo. Ao longo de 17 faixas, a revolução de do rapper conta com participações de Rael, Giovani Cidreira, Fabriccio, Tasha e Tracie, Alt Niss, Terra Preta e Luiza de Andrade.

Tags relacionadas:

Rap

Funk