A correria por trás do sucesso no funk

Autor: Wenderson França

Fotos por: Capa - Jeferson Delgado // Portal KondZilla

Musica | 14/06/2019 12:20:11

Anexo faltante

Cada sucesso uma história, cada história uma luta vivida, cada luta vivida uma superação. Foi assim que a maioria dos jovens funkeiros que estão conquistando o Brasil [e o mundo], chegaram em seus postos de reconhecimento dentro da indústria musical. E não para por aí, eles continuam contando suas vivências por meio de uma arte marginalizada: o funk, que assim como um avião em alto voo desbrava o mundo. Hoje vou contar aqui no Portal KondZilla um pouco mais desse corre para o sucesso junto dos profissionais que acompanham a carreira dos artistas.

O que muito de nós não sabemos é que todo sucesso demanda um esforço, ou melhor, até sabemos, afinal, nada vem de mão beijada. Tudo requer trabalho, muitas pessoas se abdicam de coisas de grande importância, deixam de viver o comum para se dedicar ao sonho de uma carreira artística e é esse esforço que faz a diferença na conquista do sucesso.

Se você jogar no YouTube, vão aparecer várias histórias das mais diversas de pessoas que encontraram o sucesso na música, muito dos relatos são diferentes e únicos. Ou seja, não tem uma fórmula certa para o sucesso. Esse é o caso do produtor espírito-santense WC no Beat, que deixou sua cidade natal para tentar carreira no eixo Rio de Janeiro-São Paulo, onde explodiu com produções de trap-funk (mesclando artistas de funk, rap e trap). Ao sair de casa ainda muito novo, WC disse em entrevista para o RapTv que “só voltaria para casa quando a coisa acontecer”, referindo-se a música. E olha só aconteceu, WC, hoje, conquistou seu espaço no circuito musical.

Vivências como essa nos mostra que talento é sim fundamental. Não adianta somente querer, precisamos trabalhar em cima de nossas ideias, se auto doutrinar, investir, criar coisas novas e acreditar nos sonhos. O que te faz ser diferente é o seu próprio dom.

Não deixe as roupas atrapalharem seu corre

Foto: Léo Caldas // Portal KondZilla

Ter um talento é o primeiro passo para encontrar o sucesso, o segundo é estruturar o seu trabalho. Nesse sentido, é importante ter em vista que você vai precisar investir em equipamentos, divulgação e até mesmo em profissionais que possam te ajudar na busca de uma carreira consolidada. Por isso, a grana precisa trabalhar em conjunto com o seu sonho, ao seu favor, a grana trabalha para você e não você para ela.

Algo a se ter em vista é que todo cache precisa ser dividido entre investir no seu próprio projeto e a renda da sua vida pessoal. Já se perguntou o quanto em dinheiro os artistas que você admira gastaram para que a carreira deles decolasse? Se não, faça essa pergunta e coloque em prática o exemplo a seguir.

Se liga na história do William Almeida Araújo, conhecido como MC WM, um dos maiores talentos da atualidade no funk e dono do hit “Fuleragem“, que acumula mais de 400 milhões de visualizações no YouTube. Em entrevista, ele contou o seguinte: “passei muito veneno, eu pagava DJ do próprio bolso pra me apresentar, pagava pra cantar”. Investimentos como esse podem te ajudar a construir uma carreira de sucesso como a de WM, então não deixe que o shopping center seja o seu problema. Trabalhe e construa sua carreira, busque bons produtores, invista em equipamentos, procure entender mais sobre o seu sonho.

WM conquistou seu espaço no funk através de muitas dificuldade e planejamento. O artista além de ser um MC de sucesso, também é empresário. O cantor aproveitou os aprendizados que teve em sua própria carreira para alavancar outros artistas como: Os Cretinos, MC’s Jhowzinho & Kadinho, MC Leléto e entre outros.

Aproveite os espaços culturais


Foto: Reprodução

Para os moradores de São Paulo existe alguns meios de se aperfeiçoar artisticamente fazendo muito sem nenhum dinheiro. Procure projetos como as Fábricas de Cultura que conta com 12 polos localizados nos extremos de São Paulo: Leste, Sul, Norte e ABC Paulista. As fábricas oferecem cursos GRATUITOS de músicas, instrumentos, dança, audiovisual, criatividade, tecnologia teatros, circos e outros tantos que podem facilitar sua entrada no mundo artístico. E o melhor: sem custo nenhum e com ajuda de profissionais capacitados. Uma coisa é ter o dom, outra é aperfeiçoá-lo e usar isso como forma de trabalho.

Realizadas de forma gratuita, as Fábricas de Cultura oferecem também um estúdio comunitário com sessões de quatro horas de duração. Você pode gravar uma faixa inteira e usar os instrumentos necessários para a música, esse material pode ser entregue como arquivo aberto ou editado. Eles também te ensinam como distribuí-lo nas principais plataformas digitais. Não é necessário ser um músico, nem ter uma banda profissional, é só ir até a Fábrica mais próxima com os seus documentos de identificação e solicitar um agendamento prévio.

Se você tava no aperto pra gravar sua primeira música, agora já sabe um caminho sem ter que desembolsar aquela grana toda. Essa é a oportunidade de executar e colocar em prática aquele som que está a um tempo guardado só esperando uma oportunidade de ser colocado nas pistas.

Por trás de todo artista existe uma grande equipe

Foto: Felipe Max // Portal KondZilla

Você já deve ter ouvido falar de um menino lá do extremo leste, mais especificamente de Guaianazes, que se tornou um fenômeno do funk né? Estamos falando do MC Kekel, provável que você também conheça um pouco sobre a caminhada de luta e superação dele antes do funk. Mas agora vamos juntos entender um pouco sobre os bastidores que o levaram ao sucesso, pessoas que juntas ajudaram a construir a carreira de sucesso de Kekel e levar coisas grandiosas a todos apreciadores do funk.

Conversarmos com Junior Maia, produtor do MC. Maia trabalhou com o artista há aproximadamente 2 anos, tempo esse em que Kekel estourou sua primeira música de sucesso “Quer Andar de Meiota”, lá em 2016.

Quando um artista se consolida no mercado as coisas passam a ser um pouco diferente. É nesse momento que o artista começa ter necessidade de mais pessoas trabalhando com ele. O nome artístico passa a ser, digamos, uma empresa e empresas bem estruturadas precisam de pessoas trabalhando duro. Por isso ao questionar Maia o quanto a produção tem influenciado na atual carreira de Kekel e também na mudança do artista para algo que podemos identificar como funk pop. “A equipe trabalha o tempo todo. Traçamos o perfil, analisamos participações, além de acompanhar periodicamente o desenvolvimento da carreira”.

View this post on Instagram

@mckekel 🙏🏾👏🏾

A post shared by Junior Maia (@mcjuniormaia) on

Superficialmente as carreiras artísticas parecem ser feitas de puro glamour, mas na realidade por trás de todo artista existe uma grandes equipe. Kekel por exemplo, segundo Maia, tem 12 pessoas trabalhando direta e indiretamente para ele em prol da sua carreira. “São 12 famílias que a instituição Kekel colabora com a geração de empregos”. Cargos divididos entre secretária, assessor, equipe de marketing, roading e equipe técnica. Todos devidamente pagos pelo mercado grandioso do funk e pela consequência de um artistas que batalhou duro para isso acontecer.

Funk Pop

Foto: Tiago Alves // Portal KondZilla

Ainda falando sobre carreira conseguimos facilmente enxergar aquelas que estão prontas a alcançar voos ainda mais altos e outras que ainda não estão de certa forma prontas a atingir este patamar. O funk como uma arte marginalizada ficou por muito tempo transitando entre as comunidades e os morros do Brasil. Até que artistas como Nego do Borel, Anitta, Ludmilla, Kevinho e até mesmo o próprio MC Kekel, conseguiram atingir públicos de todas as classes e categorias possíveis através de suas músicas.

Não é qualquer artista que vai atingir essa dimensão na carreira, os que sonham em chegar lá precisam seguir investindo e atualizando suas vertentes para atingir um número maior de público. Ainda em conversa com Junior Maia, produtor do MC Kekel, ele nos explicou também que se tratando de pop funk. “As coisas começaram a ficar mais sérias quando as visualizações e popularidade do artista começam a crescer”. Se tratando do Kekel, a equipe conseguiu ter essa percepção quando “artistas como Wesley Safadão, Xandy Avião e Léo Santana, começaram colocar musicas do MC no seus respectivos repertórios, dando assim, ainda mais visibilidade a ele”, disse Maia.

Nada se constrói sem trabalho. Ao finalizar o papo com Maia, o questionamos se existe segredo para o sucesso e ele disparou: “lute até o fim. Seja profissional e encare seu negócio com muito foco, seu projeto é a sua vida, de sempre o seu melhor, isso vai fazer com que as pessoas comecem a notar o seu trabalho”. Maia deu exemplos como o do pagodeiro Péricles. “Eu vi o cantor trabalhar com a minha mãe em um salão de cabeleireiro na Galeria do Rock em São Paulo, vi ele fazer participações para vários artista, hoje Péricles é referência em seu segmento”. E conclui, “Assim como vi o próprio Kekel, que foi porteiro e mecânico e hoje é referência no funk. Eles investiram e deram certo, então o segredo do sucesso é o caminho que você trilha até chegar lá”.

O quê você
procura?