Sem categoria

Daiane se emociona com vitória de Rebeca: “Disseram que não podia ter ginasta negra”

29.07.2021 | Por: Gabriela Bulhões

Depois de conquistar da medalha de prata no individual geral, Rebeca Andrade ainda possui ainda mais duas chances reais de pódio nas Olimpíadas de Tóquio e foi elogiada pela lenda Daiane dos Santos. Cola no Portal KondZilla e pega a visão!

Daiane dos Santos comemorou muito com a conquista de Rebeca. Neste momento, ela atua como comentarista no Grupo Globo se emocionou muito com a prata da brasileira durante a transmissão.

Isso porque Daiane foi uma pioneira na ginástica brasileira, abrindo as portas do esporte com a sua histórica série de solo brasileirinho. Por mais que Daiane não tenha vencido nenhuma medalha Olímpica, ela conseguiu o ouro no solo no Mundial de Ginástica em 2004.

Daiane se emocionou muito com o marco histórico de Rebeca, que foi a primeira mulher a conseguir uma medalha na ginástica artística.

“A primeira medalha (feminina de ginástica) do Brasil em um mundial foi negra e a primeira medalha Olímpica é negra. Isso é muito forte. Durante muito tempo as pessoas diziam que não poderia ter uma ginasta negra. Que as pessoas negras não poderiam praticar certos esportes. E a gente vê hoje a primeira medalha para uma menina negra. Tem uma representatividade muito grande atrás de tudo isso”, disse Daiane.

Além disso, a comentarista comentou a trajetória: “Uma menina que veio de uma origem muito humilde, que foi criada por uma mãe solo (…), que aguentou tudo que ela aguentou, todas as lesões e tá aí hoje para ser a segunda melhor atleta do mundo: uma brasileira. A ginástica esperou muito por essa medalha”.

Rebeca Andrade tem mais duas chances reais de pódio

No próximo domingo, dia 1º de agosto, às 5h45 (De Brasília), ela participa da decisão do salto, enquanto no dia seguinte, no mesmo horário, ela entra em ação na final do solo. As duas competições contarão com apenas oito atletas.

“Pode combinar com qualquer uma (medalha), pode vir qualquer uma que estarei feliz demais. Se não vier também estou feliz demais. Deus sabe de todas as coisas e eu sou grata por tudo que ele tem me dado. Antes de sair da barriga da minha mãe já era grata”, afirmou ela.

Caso consiga as três medalhas, Rebeca Andrade se igualaria a Isaquias Queiroz, da canoagem, até hoje o único atleta da história do Brasil a conseguir isso, nos Jogos da Rio 2016, em que levou duas pratas e um bronze.

PUBLICIDADE Flowers

Veja também

PUBLICIDADE Flowers
ARTE E CULTURA MÚSICA MODA EDUCAÇÃO ESPORTE EVENTOS EMPREENDA ENTRETENIMENTO SAÚDE E BEM-ESTAR TECNOLOGIA