Sem categoria

5 produtores mineiros pra você sacar o som

02.09.2020 | Por: Gabriela Ferreira

Não é de hoje que o funk mineiro vem chamando atenção. Ao longo dos anos, alguns sucessos se destacaram, mas com “Parado no Bailão“, dos MCs L da Vinte e Gury, que estourou em 2018, parece que o estilo veio se popularizando ainda mais. De lá pra cá, vários MCs começaram a se popularizar, como MC Rick, MC Anjim, MC Marangoni e agora MC Vittin PV, com “Vai no Chão Doidona“. Uma das características mais marcantes do funk mineiro é a melodia, que é diferenciada. Por isso, separamos alguns produtores pra você sacar o trampo. 

DJ TG da Inestan

Nos últimos meses, o DJ TG da Inestan chamou atenção com dois sons que ele produziu, “Vai no Chão Doidona“, produzida por ele e pelo DJ PH da Serra e cantada pelo MC Vittin PV. Outra fazendo sucesso é “Sou Todas”, cantada pelos MCs Kaio, L da Vinte e MC AK, com produção de TG, PH da Serra, MDP e Arthuzin.

Com 26 anos, TG começou no funk por causa de um amigo, mas, antigamente, pensava mais em cantar do que produzir. “Com o passar do tempo, quis aprender a produzir com tutoriais da internet. Aprendi o básico e fui me especializando”, comenta ele. 

PH Da Serra 

Já citamos ele e vale reforçar. O Ph da Serra é um dos brabos e já produziu muito som foda, como “Água Rosa”, do MC Anjim, “Bandido Sem Compaixão”, do MC Ryan SP, e por aí vai.  

DJ Ray Lais 

A DJ Ray Lais deu uma estourada ano passado com “De 38 Carregado”, cantada pela MC Dricka. A produtora de apenas 20 anos entrou no funk com 16 e é até hoje uma das poucas mulheres produzindo em BH. “Eu vejo que tem muita mulher que quer produzir, mas é muito difícil lidar com o preconceito e tudo mais. O que eu vi dessas mulheres que falam que produzem param no meio da carreira”, contou ela em uma entrevista ao Portal KondZilla.

Everton Martins

O DJ Everton Martins também já tá no corre do funk tem algum tempo e já produziu alguns hits, tipo “Maldita de Ex“, do MC Leozin, e “Morena”, do MC Vitin LC

DJay W

Muita gente pode não saber, mas o Djay W, um dos brabo do beat rasteiro, é mineiro. Em uma entrevista ao Portal KondZilla, ele falou um pouco sobre a influência de BH nas produções dele: “O funk de Minas é muito influente. É uma coisa de coração. É tipo quando você quer ser jogador de futebol. Fui muito influenciado pelos MCs da minha quebrada, que estouravam e saiam de lá”.

PUBLICIDADE Flowers

Veja também

PUBLICIDADE Flowers
ARTE E CULTURA MÚSICA MODA EDUCAÇÃO ESPORTE EVENTOS EMPREENDA ENTRETENIMENTO SAÚDE E BEM-ESTAR TECNOLOGIA