Comportamento

Zozibini Tunzi é a 5ª mulher negra a ser coroada Miss Universo

10.12.2019 | Por: Gabriela Ferreira

Neste fim de semana aconteceu a edição 2019 do concurso Miss Universo e pela quinta vez na história do concurso, a coroada foi uma mina negra. Zozibini Tunzi, representante da África do Sul, comemorou o título ressaltando o racismo. “Finalmente mulheres como eu sabem como somos bonitas”. Chega mais pra conhecer a Miss Universo 2019.

Miss Universo

O concurso de beleza mais famoso do mundo que conhecemos surgiu em 1952, ou seja, já são 67 anos de história. As convocadas da premiação antes de chegarem no nível mundial, precisam vencer o concurso de miss de seu próprio país. Geralmente o número de candidatas é entre 90 e 95.

Além da beleza, existem outros requisitos necessários pra levar a coroada. A candidata não pode ter sido casada e nem ter filhos e precisa estar na faixa entre 18 a 27 anos. Outra coisa que os jurados levam em consideração é a escolaridade das misses. Elas precisam ter ensino superior ou curso técnico completo e incompleto. Como elas são tipo princesas, é importante que as candidatas expressem tudo que elas gostariam de mudar no mundo, como elas poderiam ajudar os problemas sociais e coisas do tipo. Somando tudo isso, as meninas precisam se mostrar autênticas, confiantes e simpáticas.

Não é só a a coroa que a vencedora leva. Ela também ganha um salário equivalente a um ano de reinado para cumprir a agenda de miss, fazer aparições em eventos, publicidades, etc.

Representatividade

A vitória de Zozibini é muito importante pois em 67 anos de concurso, a miss da África do Sul é a quinta mulher negra a vencer. A primeira mina negra a vencer foi Janelle Commissiong, em 1977; depois vieram: Wendy Fitzwilliam, em 1998; Mpule Kwelagobe, em 1999; Leila Lopes, em 2011 e agora Zozibini.

Nascida em Toslo e criada numa vilinha chamada Sidwadweni, Zozibini não tem uma carreira muito longa em concursos. Ela se inscreveu pela primeira vez no Miss África do Sul em 2017, mas acabou não passando. No ano seguinte, Zozi priorizou os estudos e se formou em relações públicas na Universidade de Cape Town.

Em 2019, ela voltou pros concursos, se tornou a Miss África do Sul e precisou deixar de lado suas obrigações pra cumprir a agenda como Miss. Agora, no último fim de semana, ela foi coroada Miss Universo.

Além de falar muito sobre racismo, Zozibini ainda é militante da causa feminista e tem uma parceria com o projeto HeForShe, uma ONG que conscientiza os homens a também lutarem pelos direitos iguais.

Acompanhe a Miss Universo: Instagram

PUBLICIDADE Flowers

Veja também

PUBLICIDADE Flowers
11 ANOS KONDZILLA CENA 2K22 DONAS DA CENA TRAP & FUNK VIRALIZOU PROMESSA KDZ TÁ BOMBANDO SÉRIE DE QUEBRADA OUTFIT VALIOSO JOGADOR CARO