Privado da Liberdade

Tô privado da liberdade e não tô contente
Entrei pra uma família nova e nem são meus parentes
Foragido na capital pego no dia 3, julgado em 31 de agosto de 93

E aqui dentro não tem choro
A lei é nua e crua
Pros falador qual que é a parada
A vida é minha ou sua
Dizem vai ser igual o pai só que não tem problema
Monstro foi professor no crime e que Deus o tenha
Os mais chegado tá ligado que nois não se esconde
Se necessário eu passo a peça mais não passo fome
Rebelião sem dialeto eu fecho com os irmãos
Sistema peida fecha a casa e segura o refrão
Se der errado eles te gruda e leva pro escuro
Se abre a boca do convívio pula pro seguro
Na adolescência os conselhos eu não quis ouvir hoje estou cinco e falta doze
Só pra mim cumprir mais não da nada eu sou perigo e não tem lamento Se eu consegui fechar lá fora eu vou fechar aqui dentro e
Eles não aguenta na pancada e age no obscuro comida azeda pedra vidro
Eu dependo de jumbo isso é reabilitação mais funciona com quem
Pois dessa forma eu vou sair pior doq entrei
Sei que o artigo é pesado e não é tão comum os cara deu tapa na minha cara 121
A nossa marca no governo já foi registrada
Contra o sistema eu tô na bala e é de corpo e alma

Tô privado da liberdade e não tô contente
Entrei pra uma família nova e nem são meus parentes
Foragido na capital pego no dia 3, julgado em 31 de agosto de 93

PUBLICIDADE Flowers
PUBLICIDADE Flowers
ARTE E CULTURA MÚSICA MODA EDUCAÇÃO ESPORTE EVENTOS EMPREENDA ENTRETENIMENTO SAÚDE E BEM-ESTAR TECNOLOGIA