Comportamento

Transformação dos tênis relíquia: Mizuneira Restaurações SP ganhou as ruas por reformar os Mizunão de Mil

04.08.2021 | Por: Wenderson França

Quer restaurar aquele tênis das antigas que você tanto gosta e não sabe como? Se liga, tem um mano lá das quebradas de Diadema, dono do Instagram Mizuneira Restauração SP, fazendo sucesso nas redes sociais por dar vida novamente ao reformar boots que ninguém mais dava nada. Redinha rasgada, calcanhar machucando, mola quebrada ou até mesmo a base do tênis não existe mais? Não tem perreco, ele pega e faz milagre. Quer ver qual é a fita desse trampo foda? Cola com o Portal KondZilla

É inegável que o foco do Mizuneira Restauração SP é nos Mizunão de Mil, o famoso Prophecy 1 ao 10. Mesmo assim, o sucesso do trabalho vem obrigando a expansão dos negócios, chegando em outras relíquias como: Adidas Springblade, Puma Disc, Nike 12 Molas e outros. De fato não tem jeito, tudo bem feito gera números e eles não mentem, afinal são mais de 200 clientes atendidos em diversos estados: Fortaleza, Ceará, Teresina, Piauí e Minas Gerais. Sabe qual é o mais incrível de tudo isso? Esse trampo vem mudando a vida de pessoas e ajudando o meio ambiente como te conto mais a frente.    

“Antes eu era mais um moleque de quebrada que via as oportunidades ruins”

De onde surgiu a ideia das restaurações e qual é a necessidade de exercer esse trabalho dentro da quebrada? O mano Eduardo, responsável por desenvolver o trabalho nos Mizunos, deu o papo: “Nós que somos da periferia, nascemos amando Mizunão de Mil, mesmo sem ter condições. No meu caso, sempre dei meus pulos, nem que fosse em 12 prestações, porém quando os tênis começavam desgastar e levamos pra arrumar não tinha ninguém que conseguisse deixar o mais parecido como sai da fábrica, foi aí que encontrei uma possibilidade de ganhar dinheiro”. 

A dificuldade diante da pandemia causada pelo novo coronavírus, que deixou aproximadamente 14,8 milhões de pessoas desempregadas só no Brasil (IBGE), foi uma das principais motivações: “Tudo iniciou na pandemia, não estava tendo emprego, também na comunidade que moramos o espelho é o tráfico de drogas e não queremos isso pra nós. Então, eu já tinha vontade de ter uma empresa para tirar todos os meus amigos da vida errada, conseguir ter uma estrutura de vida melhor e encontrei essa opção nos ténis”, explicou Eduardo.  

Para um mano de quebrada, é muito mais do que fazer sucesso na internet, no final do dia é sobre conquistar o sustento da família. Não à toa, Eduardo se emociona ao relembrar do venenos nas antigas: “Esse trabalho é muito importante pra mim, antes eu era mais um moleque de quebrada que via as oportunidades ruins, todo mundo tem coisas do passado que não se orgulham. Hoje tenho responsabilidade, outra forma de pensar, conheci pessoas que jamais imaginei, até mesmo receber a KondZilla na minha casa. Vivo coisas novas por causa desse trampo”. 

Restaurando os Mizuno Prophecy, mais conhecidos como Mizunão de Mil 

Quanto ao método de restauração Eduar explicou: “Trabalhei no Brás, [área de lojista em São Paulo], lá notei que os chineses têm facilidade de copiar as coisas, passei a colocar sola réplica nos meus tênis pra durar mais, foi quando vi que tinha facilidade e iniciei o projeto com os tênis”. Seguiu falando das maiores dificuldades no momento de restaurar um boot: “Mizuno Pro 1 Cereja é um dos mais difíceis, a redinha dele além de ser pintada por dentro, é também costurada e colada, como se fosse duas redinha em uma, por isso acaba sendo o mais difícil, mas nós destrava”.

Mesmo assim, não tem perreco, seja redinha rasgada, calcanhar machucando, mola quebrada ou até mesmo a base do tênis sem vida, eles dão o jeito. É válido ressaltar que o trabalho está se expandindo para o universo dos tênis: Adidas Springblade, Puma Disc, Nike 12 Molas e outros. Entretanto, tudo isso leva tempo: “Depende muito do que precisa ser feito, por exemplo, se for um calcanhar demoramos uns quinze minutos, sola umas duas horas ou se for as redinhas aproximadamente uma hora e meia os dois pares”. 

Trabalhando em família e empregando a quebrada 

Débora Ferreira, mulher e braço direito de Eduardo, também é uma das responsáveis pelo sucesso do trabalho: “Pra mim desde o início é muito bom, ajudo ele, dou dicas, aconselho, acredito no sonho dele que é o meu também e no nosso progresso dele”. Caso você queira conhecer o trabalho, só da um salve no Instagram Mizuneira Restaurações SP que Débora quem vai está na contenção: “Conforme as coisas foram crescendo, atualmente fico mais na parte da administração, organização, marketing e respondendo os clientes. Mas antes eu costurava, desenrolava em todo processo e atualmente quando aperta eu ajudo também”.  

Por fim, o projeto ainda vem dando emprego, como é o caso de Bruno Ferreira, primeiro funcionário do Mizuneira Restauração SP: “O Eduardo é meu amigo, sempre acompanhei ele, conforme foi chegando trabalho ele falou que precisava de alguém, como sou de confiança acabei abraçando a oportunidade. Também sempre curti os Mizuno desde criança, por isso é mais gratificante ainda está desempenhando esse trabalho com o meu parceiro, costuro, tiro redinha, colo, faço tudo”.   

Realmente aquele boot relíquia que você acreditava não ter mais jeito, mesmo assim não conseguia tirar ele de jeito nenhum da sapateira rumo ao lixo, você fez bem pois agora já sabe a fonte para ele ficar zero bala novamente. Acha que acabou? Não, não. Fica na atividade que logo menos vai ter vídeo lá no canal do Youtube Portal KondZilla mostrando todo o processo. No mais já tá ligado né? Marcha que foguete não tem ré!

Acompanhe a Mizuneira Restaurações no Instagram

PUBLICIDADE Flowers

Veja também

PUBLICIDADE Flowers
11 ANOS KONDZILLA CENA 2K22 DONAS DA CENA TRAP & FUNK VIRALIZOU PROMESSA KDZ TÁ BOMBANDO SÉRIE DE QUEBRADA OUTFIT VALIOSO JOGADOR CARO