Taça das Favelas chega em São Paulo

Esporte 05/02/2019

Organizada pela Central Única das Favelas (CUFA), a Taça das Favelas, o maior torneio de futebol de campo entre as favelas do mundo, tem sua primeira edição em São Paulo neste ano. Cola com o Portal KondZilla que a gente te conta mais sobre o projeto e te mostra o que você tem que fazer pra participar do programa.


* Todas as fotos por: Vanessa Coscia // Portal KondZilla

Criado em 2012, o torneio conta com cerca de mais de 100 mil jovens participantes e tem como objetivo a inclusão social social das crianças por meio do esporte, além de ajudar a ressignificar o território e a fortalecer a autoestima da juventude das favelas.

Agora em 2019, o campeonato chega em São Paulo pela primeira vez, e a festa de lançamento do projeto aconteceu na semana passada, no Museu do Futebol, e contou com a presença dos fundadores da CUFA, o rapper MV Bill e o Nego Gizza.

Além de ser um torneio exclusivo para a juventude da favela, é bacana ressaltar que a competição não é voltada só para o público masculino, as mulheres também podem se inscrever.

Na categoria masculina, as equipes tem que ser compostas por jovens nascidos entre 2002 e 2005. Cada time ainda pode contar com três jovens nascidos em 2001, contando que eles não estejam em campo juntos. Para as equipes femininas, os times devem ser formados por mulheres de 15 anos ou mais.

Tá pensando que acabou? Ainda tem mais: as três melhores equipes receberão um prêmio de R$ 5.000, enquanto os segundos ficam com R$ 3.000 e os terceiros R$ 2.000. Além disso, a competição ainda celebra os destaques do torneio: Artilheiro(a) da competição, Melhor Jogador(a), e Melhor Treinador(a), com a quantia de R$ 1.000.

A edição carioca do evento já tá pra começar, mas a galera de São Paulo ainda pode se inscrever gratuitamente no site. Lembrando que a inscrição não garante a participação no torneio. As equipes inscritas ainda precisam participar de uma reunião de avaliação com a comissão.

Acompanhe a Taça das Favelas pelas redes: Site // Facebook

Autor:
Redação

Comentários