Matérias

Não tem jeito, os sets dominaram o funk em 2020

22.12.2020 | Por: Karolyn Andrade

Os 12 meses de 2020 foram correria atrás de correria, no meio musical não seria diferente. Com a pandemia, muitos artistas precisaram se reinventar e lançar sons para embalar a quarentena e animar os ânimos dentro de nós. No funk o que roubou a cena foram os sets de DJS como Matt-D, Djay W, GM, Loirin, RD e Pedro. Chega mais no Portal KondZilla para relembrar esses sons que estouraram e tocaram em todas as quebradas.

“Na minha visão fazer set acaba abrindo um leque para novos artistas que não são reconhecidos porque dentro desses sets você pode acabar estourando os artistas. Ao invés de fazer sets só com artistas bombados, essa é a minha visão: quero estourar artistas”, conta o DJ Matt D, produtor de “Homenagens aos Relíquias“.

Se você cola em bailes tá ligado que os sets dominam a área, uma sequência de troca de batidas e o coro puxando junto. Matt-D, dono de um dos maiores sets do ano alerta: “O público do funk sempre querem coisas novas, então a gente precisa procurar coisas diferentes, precisamos estudar, indo para os bailes, baladas e sentindo o ambiente e voltando com novas criações. Então, a roda gigante vai estar o tempo todo girando, ficar na mesmice satura”.

O processo de construção do set parece ser uma resenha das brabas. “Antes de tudo criamos um grupo no whatsapp, marcamos a sessão a primeira é sempre para trocar uma ideia, falar sobre o tema, trocar energia. Eu gosto de trabalhar com energia, não quero fazer algo forçado e a partir dali sai a primeira guia”, conclui Matt D.

Do outro lado temos DJ Loirin que fala como os sets são importantes para o produtor. “O set se tornou muito importante, eles já existiam, mas antigamente priorizavam os artistas, mas o DJ GM chegou e bombou demais a imagem dele, o  com o Matt D teve muito destaque. Os sets já tinham sua importância, mas em 2020 se tornaram ainda mais por destacar o produtor”. 

Os produtores vêm roubando a cena faz um tempo, como por exemplo a carreira musical do DJ Rennan da Penha e JS o Mãos de Ouro, mas antigamente os produtores não tinham assinatura dele na música, para você saber quem era o produtor tinha que ir no créditos da música.


“Com a chegada das plataformas digitais o acesso aos créditos do som ficaram mais fáceis, isso é muito importante para mim produtor musical. O cenário de produção ter mudado, ver nossa imagem nos videoclipes, foi muito revolucionário esse desenvolvimento dos últimos quatros anos”, conclui Loirin.

PUBLICIDADE Flowers

Veja também

PUBLICIDADE Flowers
ARTE E CULTURA MÚSICA MODA EDUCAÇÃO ESPORTE EVENTOS EMPREENDA ENTRETENIMENTO SAÚDE E BEM-ESTAR TECNOLOGIA