Matérias

MC Baroni lança videoclipe “Chutei o Balde” e explana sobre a correria do funk

13.07.2020 | Por: Wenderson França

O Coronavírus não vai embora e a saudade do mandelão só aumenta não é mesmo!? Para que você possa matar um pouco dessa abstinência por um baile, o MC Baroni lançou no canal KondZilla o funk “Chutei o Balde“, estourada nos fluxos antes da pandemia. Achou bastante? De quebra o artistas ainda falou sobre a vida pessoal e da composição “Ela Gostou do Pretin“, o primeiro sucesso da carreira. Brota no Portal KondZilla e pega a receita.

A palavra separação na língua dos mandrake conquistou um verbo chamado ‘chutei o balde’. Terminou seu relacionamento? Não, ‘chutei o balde’ mesmo. Para ilustrar melhor essa situação, MC Baroni, conhecido por emplacar sucessos nos baile de rua, lançou um funk para quem chutou o balde e partiu para o mandela. Lançado recentemente o videoclipe tem 500 mil visualizações no canal KondZilla, já a música ultrapassa a casa dos 10 milhões nos banner.

Contrado pela KondZilla Records recentemente Baroni explicou. “Desde pequeno sempre acompanhei a KondZilla e nunca imaginei que estaria aqui”. Ele seguiu falando sobre o dia da gravação do videoclipe. “Nem conseguia raciocinar direito, fiquei muito nervoso, mas foi uma realização enorme pra mim e também para os meus fãs”.

Sobre ver seu trabalho no único canal com 58,7 milhões de inscritos no Brasil, ele disse. “É o sonho de qualquer menor tanto que se você abrir os comentários dos videoclipe [da KondZilla] sempre tem alguém falando que é um sonho”.

O começo da caminhada

Conhecido como MC Baroni, o vulgo de batismo do artista é Carlos Eduardo dos Santos, tem 20 anos e habita as quebradas do Jardim Castilho, Embu das Arte, região metropolitana de São Paulo.

Para Baroni o sucesso no funk veio de um sonho que adormeceu e acordou ainda mais forte dentro de si. “Quando eu era menor tinha o sonho de ser MC, mas não tinha o apoio de ninguém, então achava que iria morrer ali”. A visibilidade nas redes sociais ajudou alavancar o desejo de pivete. “Depois que eu cresci e consegui atingir alguns números nas redes sociais uni o útil ao agradável, quando percebi já tinha conseguido tudo de uma vez”.

Já o sucesso de “Ela Gostou do Pretin” primeira música do artista que barulhou de verdade foi inspirado nele mesmo. “Estava vestido nos kit, me achando bonito, pensei ‘vou fazer uma música’, assim fiz ela brincando e foi uma música que mudou minha vida porque a partir dela ganhei visibilidade”. Já o sucesso que está no canal KondZilla foi para os aventureiros. “Como já estava essa onda de chutei o Balde’ fiz pensando em geral que joga tudo pro ar por causa de um baile”.

O reconhecimento durante a quarentena

Com tudo parado por causa da pandemia causada pelo novo coronavírus, o funkeiro explica como está a situação. “Trabalhar nessa pandemia está difícil, mais eu tenho fé que Deus sabe o que faz, se isso está acontecendo é por algum motivo que só saberemos mais pra frente”. E isso impacta diretamente a vida financeira. “Eu vivia de show, minha agenda tinha aberto a pouco tempo e estava lotada, teve que fechar, mas quando tudo isso passar vou voltar daquele jeito”.

Mesmo com um número reduzido de pessoas nas ruas das quebradas, o reconhecimento é inevitável. “A identificação está absurda, qualquer lugar que eu vou geral me reconhece. Às vezes pedem pra tirar foto, pra eu gravar vídeo mandando beijo para as amigas, [esse reconhecimento] é a melhor sensação que existe”. Para o artista fica claro que a carreira está rolando. “Tudo isso mostra que tudo o que estou fazendo está dando resultado”.

Para finalizar o artista mandou uma mensagem para os fãs. “Eu tinha tudo pra dar errado, cresci com pessoas que traficam, roubam, matam tudo ao meu redor, mas eu não quis seguir [esse caminho], porque somos nós que fazemos o nosso futuro. Então, acreditem nos seus sonhos”. Por fim, deu o papo sobre o mais fácil não ser opção e concluiu falando de saúde mental. “Nunca queira o mais fácil, quantas vezes já pensei em desistir, até suicídio e isso é uma parada foda. Se precisar procure ajuda, sei que nem todas as pessoas têm a mesma saúde mental, mas se você não tem deve procurar ajuda pra seguir”.

Acompanhe MC Baroni no Instagram

PUBLICIDADE Flowers

Veja também

PUBLICIDADE Flowers
ARTE E CULTURA MÚSICA MODA EDUCAÇÃO ESPORTE EVENTOS EMPREENDA ENTRETENIMENTO SAÚDE E BEM-ESTAR TECNOLOGIA