/ Matérias

#TBT do Funk: Relembre as mulheres que fizeram história na Furacão 2000

#TBT do Funk: Relembre as mulheres que fizeram história na Furacão 2000

Que a Furacão 2000 é um marco na história do funk, não é segredo para ninguém. A equipe de som, produtora e gravadora, é responsável por realizar os principais bailes do Rio de Janeiro desde os anos de 1990/2000. A equipe criada por Rômulo Costa e Gilberto Guarani abriu o caminho para que vários artistas ganhassem projeção. Diversas mulheres entraram no funk e tiveram reconhecimento após surgirem na Furacão 2000. Como quinta-feira é considerada o dia do TBT, o dia de relembrar momentos que dão saudades, separamos uma lista com as mulheres que fizeram parte da Furacão 2000. Cola com o Portal KondZilla e se liga só: 

Anitta

Da furacão 2000 para o mundo! MC Anitta, como era conhecida na época, iniciou sua carreira nos palcos da Furacão. Na época a artista já tinha coreografias marcantes nas canções com alguns dançarinos que estão com ela até hoje. A canção mais conhecida da época era “Fica Só Olhando”, se liga só: 

MC Beyoncé

MC Beyonce, mais conhecida atualmente como Ludmilla, ganhou repercussão nacional com os hits “Se Eu Descobrir” e “Fala Mal de Mim”. A artista assumiu o nome de batismo após uma briga com o produtor da época. 

MC Carol 

Outra mulher que marcou a Furacão é a MC Carol, considerada um dos nomes de relevância do funk carioca. A cantora tornou-se um sucesso no início da década com “Minha Vó Tá Maluca” e “Meu Namorado é Mo Otario”, registradas no DVD da marca. Se liga só: 

MC Katia e MC Nem 

O inesquecível duelo de amante x fiel, de MC Katia e MC Nem, não podia ficar de fora dessa. As artistas de nome no funk carioca ficaram bastante conhecidas depois que apareceram no DVD da Furacão 2000. Recentemente o hino do funk retornou à tona e viralizou no Tik Tok.

Perlla 

Dona dos hits “Eu vou” e “Tremendo Vacilão”, Perlla é outra funkeira de sucesso que passou pela furacão 2000 e ganhou repercussão nacional. 

Gaiola das Popozudas 

Com os hits “Agora Eu Sou Solteira” e “Late Que Eu Tô Passando”, a Gaiola das Popozudas foi um estouro. O grupo originalmente formado pela vocalista Valescas, e as dançarinas Rose, Daniele e Pryscila Silva, fizeram shows por todo o Brasil, EUA e Europa. 

Tati Quebra Barraco 

Considerada uma das pioneiras do funk carioca, Tati Quebra Baraco foi uma das primeiras mulheres a cantar funk no Brasil. Com os hits “Sou Feia Mas Tô na Moda”,Dako é bom” e “Boladona”, Tati começou a carreira em uma época onde não era comum mulheres cantarem sobre desejos sexuais, empoderamento feminino, independência e amor próprio. 


MC Pocahontas 

MC Pocahontas, ou simplesmente Pocah como é conhecida atualmente, também passou pela Furacão 2000. Com os hits “Casa dos Machos“ e “Eu Sento Rebolando”, a cantora ganhou repercussão nacional. 

MC Sabrina 

MC Sabrina se tornou conhecida após aparecer na furacão cantando o hit “Dessa Vez”, um clássico do funk brasileiro dos anos 2000. Além disso, a cantora também gravou “Implacavel”, com Buchecha

Mulher Melância

Andressa Soares, então dançarina de MC Créu, ganhou o nome de Mulher-Melancia por sua abundância chamando atenção na gravação do DVD da Furacão 2000. Logo ela ficou conhecida com o hit “Solteira Sim Sozinha Nunca”. 

Bonde das Maravilhas 

O grupo ganhou fama após soltarem o videoclipe fazendo “Quadradinho de Oito”. O Bonde das Maravilha é formado por seis meninas de Niterói, no Rio de Janeiro, que estudaram na mesma escola: Karol, Katlyn, Thalia, Rafaela, Thaysa e Renatinha.

Maysa e as Abusadas

Maysa e as Abusadas também passaram pela Furacão 2000, e ficaram conhecidas pela sensualidade em suas músicas e danças. 

Deu uma saudades né? Relembrar de mulheres fortes que fizeram o nome no funk nunca é demais. A Furacão 2000 fez história e levou o funk carioca para todo o Brasil, mas não podemos deixar de enaltecer as minas que fizeram parte dessa história!

Tags relacionadas:

HERvolution

Comportamento

Funk