Mizuno de mil, relíquia da quebrada

Autor: Wenderson França

Fotos por: Reprodução // Google

Comportamento | 21/10/2019 11:03:28

Anexo faltante

Mais ou menos em 2010, nascia o funk ostentação na capital de São Paulo. As músicas da favela deixavam um pouco o funk consciente e o proibidão de lado para falar sobre carros importados, jóias, roupas gringas, produtos de luxo e mulheres. De quebra, já no ano seguinte, seria lançado um dos primeiros tênis febre da massa funkeira amante da ostentação, o Mizuno Prophecy, mais conhecido como “Mizuno de mil”. Cola com o Portal KondZilla e acompanha a evolução dessa relíquia.

Tudo começou com o lançamento do Mizuno Prophecy 1, lançado no Brasil exatamente no dia 14 de maio de 2011. O modelo não tinha caído ainda no gosto da massa funkeira e custava aproximadamente R$ 900. O curioso é que, para quem não sabe, o Prophecy foi desenvolvido para corrida, tendo os solados diferentes para os manos e as minas já que a estrutura corporal e a flexibilidade dos sexos são completamente diferente. O tênis demorou sete anos para ser lançado entre desenvolvimento e pesquisa. Talvez esse seja o motivo do boot custar uma beira.

O Prophecy 2 é o que viria cair no gosto da massa funkeira, foi exatamente com esse segundo lançamento que o tênis deixa de ser o Mizuno Prophecy de corrida, para ser o Mizuno de mil das quebradas, ou melhor, filho do funk ostentação. Os mais queridinhos da galera foram o azul, vermelho e verde meio florescente, todos com detalhes em outras cores.

O Mizuno de mil Prophecy 3 veio com um design ainda mais chamativo, porém mantendo a característica de cores exuberantes do jeito que a quebrada gosta e já tinha aprovado. O tênis ainda veio com alguns detalhes como se fosse bolinha na lateral entre o logo da Mizuno e ainda viria com um furo a mais nas molas. O queridinho da galera foi o preto com detalhes amarelo e o rosa com detalhes laranja.

Ainda no valor de mil reais o design do Prophecy 4 não mudou quase nada do 3. Em questão tecnológica a única coisa que veio diferente foi o material da malha que era feito o tênis anterior, dessa vez ela viria com uma malha um pouco mais confortável para uma melhor ventilação. O mais usado dessa foi o azul com detalhes rosa, com novos lançamentos na pista o Mizuno de mil estava caindo um pouco no gosto da massa funkeira, mas ainda era bastante visto.

Em 2016 chega às lojas o Prophecy 5, com um design bem diferente dos anteriores, mas agora com cores menos exuberantes. Ele deixa de ser o Mizuno de mil, para ser agora o Mizuno de mil e trezentos, sim ele aumentaria trezentos reais. É meus amigos, como dizia MC Léo da Baixada: ostentação fora do normal. O mais querido pela molecada foi o preto e com preto em detalhes amarelos.

Seguindo para o Prophecy 6, o modelo vem com uma aparência totalmente diferente, mas não cai tão bem nas quebradas. Custando ainda mil e trezentos reais, o mais usado porém pouco visto foi o todo branco com detalhes prata. Naquele momento só usava realmente os amantes do Mizunão de mil (e trezentos).

Resultado de imagem para mizuno prophecy 7

Sete anos depois do primeiro lançamento, em 2018 a Mizuno lança o Prophecy 7, dessa vez com listras transpassando o tênis, as cores chamativa então voltam a serem usadas pela marca, mas nada que traga a febre que foi o Mizuno de mil de alguns anos atrás, tanto que já não se consegue mais ter noção do preferido da favela.

O Prophecy 8 até viria a ser lançado ainda custando mil e trezentos reais. É nesse momento entre 2018 e 2019 que o Mizuno de mil volta cair no gosto dos quebradas, o curioso é que, não foram as novas versões que caíram no gosto da galera, e sim os de mil retrôs, o mizunão 1 ao 5.

A favela faz seu próprio estilo. Além do Mizuno de mil, outros kits do passado estão voltando ser febre real dos quebradas, como o 12 molas, inclusive outro relíquia vulgo MC Kauan deixou um verso no “Elas não Usam Tamanquinho 2” para as meninas fã de 12 molas. E você qual kit das antigas usaria pra colar no baile hoje? Conta para nós. Fica naquele pique pois logo iremos trazer a febre do Puma Disc, Springblade e por aí vai.

Leia mais:
Nike relança modelo ’12 molas’, febre no passado do funk
Nike traz a nostalgia de volta com o ‘Nike 4 molas’
A cultura Sneaker no funk

O quê você
procura?