Entre estilo e dança, conheça o grupo Command

Autor: Wenderson França

Fotos por: Divulgação

Musica | 29/05/2019 12:28:57

Anexo faltante

Diretamente do extremo sul da cidade de São Paulo, mais especificamente do bairro Jd. São Bernardo, nasceu o Command, um grupo de HITDEMFOLKS. Em outras palavras, eles são praticantes da dança trap, uma vertente atual do hip-hop americano. Com um estilo misturando a cultura americana e as quebradas da fundão, o trio Matheus, Gustavo e Guilherme, vem chamando a atenção nas redes sociais pelo estilo das roupas e com uma dança ousada que foge do tradicional passinho do funk. Confira agora no Portal KondZilla um pouco mais dessa história.


Matheus Batista (Theub)  // Gustavo Dias Cipriano (Wiil) // Guilherme Dias Cipriano (Guikids) – foto: acervo pessoal

Gustavo Dias Cipriano, mais conhecido como Will, por causa do cabelo que ele usa imitando o que o Will Smith usava em “Um Maluco no Pedaço”, bateu um papo com o Portal KondZilla. Ele explicou como se deu início a caminhada do grupo. “Eu e meu irmão Guilherme gostávamos de assistir uns vídeos de basquete, ai mais ou menos em 2016 estávamos assistindo e do nada apareceu no meu Instagram uns videos dos caras da gringa dançando. Eu pensei comigo ‘caramba que dança da hora’, nós acabamos gostando e começamos a dançar”. Will explica ainda que foi tudo sem pretensão. “Não era levando nada a sério. Começamos a fazer uns vídeos e postar no Facebook só por diversão, fomos postando, postando e a parada começou a crescer. Começamos a atingir um público, os artistas começaram a reconhecer a gente. A dança ficou tão grande, que eu nem imaginava que isso iria acontecer”.

Formado inicialmente por três garotos da mesma família, um deles decidiu deixar o grupo, dando espaço para um amigo antigo da época de escola. Assim que é a formação atual do grupo Command, são eles: Gustavo Dias Cipriano, Guilherme Dias Cipriano (irmãos paternos) e Matheus Batista, amigo dos dois do tempo de colégio. Sucesso na internet, o grupo acumula mais de 15 mil seguidores no Instagram, além de ter um público próximo a bater 40 mil na plataforma do Youtube, onde os garotos soltam alguns vídeos.

View this post on Instagram

B U S I N E S S 📷:@cleitonalmeidaca

A post shared by COMMAND (@command.oficial) on

Will explica também que ambos, tanto ele quanto o seu irmão, já tinham uma herança de berço quando o assunto era dança, por causa do pai que era dançarino. “Eu e o Gui sempre dançamos desde pequenininho, o nosso pai era do movimento da ‘Dança de Rua o Break’. Já vem desde de criança mesmo”. Will comenta que Matheus também tinha a dança envolvida em sua vida desde cedo. “O Matheus também, o pai dele dançava no mesmo movimento que o nosso em rodas que tinham naquela época, aí ele pegou essa influência”. Vejam só que coincidência do destino.

Referência para o público que os acompanham quando se trata de moda, os meninos do Command gostam de se vestir bem e ser o mais diferente possível da galera. Com muita influência no estilo dos rappers americanos, os dançarinos vivem brincando com a questão dos cabelos afros. Além das calças rasgadas e quadriculadas, camisetas estampadas ou de basquete, o truque é sair mesclando tudo, sem deixar faltar o clássico Nike Air Jordan nos pés. Ah,  tem a shoulder bag também que para nós aqui no Brasil é a clássica “pochete de ombro”. “Mano, a moda é tudo para nós. A gente tem uma referência nos rappers Migos, pegamos uma base deles. Mas gostamos de usar umas coisas diferentes, para ser diferenciado mesmo porque muita gente assiste os nossos vídeos e também se inspiram no nosso estilo”, explicou Will.

  • O que era uma brincadeira virou um trabalho

Com apenas 19 anos, Will dividia seu tempo entre estudar e trabalhar em uma loja de autopeças, mas que depois que começou a dançar e conquistar um público na internet (e também fora dela) a correria aumentou. Só que, o talento falou mais alto e ele conseguiu deixar o emprego que trazia sua renda mensal, passando a viver só da dança. “Virou um trabalho. Antes eu trabalhava registrado e eu saí do trampo por causa da dança. Agora a gente grava alguns clipes e faz vídeo para o nosso canal. Eu comecei a viver só do meu grupo”.

Como qualquer jovem que se propõe a viver da arte, os caras do Command também tem os seus sonhos. “Queremos ser reconhecido mundialmente como os moleque do Brasil que destrói na dança”. Will ainda deixa uma mensagem para a galera que acompanha o trabalho do grupo. “Nunca desista do seu foco, se você quer então vai atrás. Muitos vão dizer que você vai fracassar ou que isso não é pra você. Mas não desista, nenhum sonho é impossível de realizar e até os mais difíceis, se você persistir você consegue alcançar”.

Acompanhe o grupo Command nas redes sociais: Instagram // Facebook

Leia também:
NGKS ataca novamente com novo videoclipe
O ‘Jacarézinho-Camaleão’ é a evolução dos cortes de quebrada
A elegância dos cortes na Zona Sul

O quê você
procura?