A estileira das camisetas da seleção nos fluxos de rua

Autor: Wenderson França

Fotos por: Reprodução: Amanda Adász // Nike

Comportamento | 13/11/2019 15:38:23

Anexo faltante

Não é novidade para quase ninguém que a galera de quebrada gosta de vestir uma camiseta de time para compor os kit do baile ou quem sabe até mesmo naquele date. Um exemplo clássico é o MC Menor MR, colecionador nato desde antes mesmo de fazer fama no cenário do funk. A última que caiu no gosto da molecada foi a camiseta da seleção brasileira lançada em homenagem a conquista da Copa América dos anos 1919 e 1989. E, você curte usar camisa de time em tudo quanto é lugar? O Portal KondZilla vai te passar a visão de como elas estão fazendo sucessos no baile de rua e tabacaria das quebradas.

As queridinhas que conquistaram o coração dos favela pelo seu design simples, mas chamativo foram as “Nike Brasil Comemorativa Copa América 2019”. Elas marcam o 100º aniversário da Copa América do Brasil. As camisas carregam toda uma história por trás do lançamento feito pela Nike que talvez explique o motivo da febre. Colocadas nas ruas em duas cores: a branca com detalhes azul foi inspirada na conquista inédita da Copa América em casa de 1919. Já a clássica amarelinha e verde foi uma homenagem ao título também da Copa América de 1989, conquistado no Brasil.

Antes mesmo de ganharem lugar nos bailes funk em São Paulo, as camisetas foram especiais em um editorial feito pelo VariosCorre, uma plataforma para a criatividade juvenil brasileira, em conjunto com a marca Nike. Fotografado nas áreas do Capão Redondo, quintal dos meninos da NGKS, o editorial tinha que ter algum deles não é mesmo? Por isso, Oliveira um dos dançarinos do grupo, posou na época com muita classe para as fotos.

Além disso, as imagens são compostas por estilistas, rappers, dançarinos, psicólogos, historiadores e professores de piano que combina tendências modernas e retrô através de um estilo marcado pelo streetwear. Vale salientar que a peita cai bem em homem e mulher, só depende do seu gosto.

As peita da seleção nos baile funk e lounge

Assim que lançadas e passado o editorial citado acima as peita da seleção começaram aparecer no corpo dos quebradas nas favelas. Eu mesmo, morador da Cidade Tiradentes, extremo leste de São Paulo, não aguentei e tive que lançar uma. E acredite nos meus rolê sejam em tabacaria, baile de rua ou que seja naquele passeio pela quebrada no domingo pela tarde, trombei sempre um ou outro portando o mesmo kit que eu, no caso a camiseta.


DJ negão tocando no baile com a camiseta da seleção. Foto: Reprodução

Do outro lado do mapa, morador do Capão Redondo, zona sul, Víctor Eleoterio, mais conhecido como DJ Negão participou do editorial com os mano(a) do VariosCorre e também notou a queda da molecada pela peita. “Mano essa camiseta tem ganhado muito reconhecimento pela quebrada”, disse ele.

Nas ida aos baile não tem como notar que geral tá desfrutando da sua seja essa versão mais recente ou qualquer outro lançamento que envolva os pano verde e amarelo. “Em vários baile que eu colei Dz7, NitroPoint, Ruinha tinha alguém portando. Creio que ela vem virando febre pelo design e também pela história da camiseta”, explicou ele.

Também morador das quebrada do Capão Redondo, o dançarino Oliveira do grupo NGKS (grupo de dança reconhecido no funk pelo Passinho dos Malokas) é mais um dos favela que curte desfrutar das peita da seleção, além de ter participado do editorial do VariosCorre. “Antes da campanha do Team Brasileiro não tinha muitas pessoas usando não. Mas agora o bagulho tá como? Geral com a sua até no metrô eu to andando fico reparando quando vejo penso comigo ‘olha os cara'”.

A pegada de alfaiataria fazendo com que a camisa se ajuste perfeitamente no corpo, somando a essência das camisetas de time já adotada pelo vestimento dos favelas há muito tempo e as cores talvez seja o que chamou atenção de quem buscou garantir a sua. “Eu acho que o pessoal adotou pela estética mesmo. A camisa tem um azul forte e o branco. Combina muito”, Oliveira deu o papo.

Não é fácil, não é mesmo meus amigos? Tem que respeitar a elegância dos moleque de favela. O ponto é exatamente sobre elegância que a camiseta propõe a quem se dispõe a usar. Inclusive voltando ao início do texto Menor MR tem as duas versões branca e azul e amarela e verde e muitas outras camisetas de time foda mostrada por ele no conteúdo em vídeo em que mostra sua coleção.

 

O quê você
procura?