5 funks que estouraram durante a pandemia para você pegar a visão
Créditos: Reprodução
- Por Wenderson França

5 funks que estouraram durante a pandemia para você pegar a visão

A pandemia pegou todo mundo desprevenido não é mesmo!? Os bailes pararam, mas os lançamento não, saiu muita música feita em ‘home estúdio’ e, acredite, além dos hits que surgiram, teve também novos artistas conquistando notoriedade na cena do funk durante o isolamento social. Ficou curioso para saber quais são essas músicas e artistas? Então cola com o Portal KondZilla e acata a visão.

“Na Raba Toma Tapão” – MC Niack

Com mais de 120 milhões de visualizações somente no Youtube o som “Na Raba Toma Tapão” é uma composição de MC Niack com produção musical do DJ Markim WF. Ambos os artistas conquistaram notoriedade no funk nacional depois do lançamento do funk que conquistou o Brasil e o coração dos usuários do TikTok. Niack e Markim WF contaram aqui como é estourar um funk na plataforma.

É realmente quase impossível você não ter ouvido um trechinho dessa música, seja na quebrada ou nas redes sociais. Se você acha que acabou, espera que tem mais: MC Niack já emplacou outro hit, chamado “Oh Juliana“. A música já está com mais de 20 mi no Youtube.

“Vergonha pra Mídia” – Salvador (feat. MC Ryan SP/Nog/Kevin/Lele JP)

Vivemos um momento delicado em diversos sentidos: crise política e econômica, pandemia, casos de abuso policial dentro das favelas e entre outros pontos que impacta diretamente os moradores da periferia. “Vergonha pra Mídia” é funk de protesto lançado durante o isolamento social. Prestes a atingir a marca de 55 milhões de visualizações no Youtube a música é uma composição dos artistas: Salvador da Rima, MC Ryan SP, MC Kevin, MC Lele JP, Nog e produção por DJ Boy.

“Eu achei” – MC Paulin da Capital

“Eu Achei” virou hino nas favelas e provavelmente é um dos maiores sucessos do MC Paulin da Capital. Com quase 60 milhões de visualizações no Youtube, a música relata o furto da moto de um trabalhador que foi no corre e encontrou o robô entocado na mata. Quem já passou por esse veneno sabe que é foda, por isso “Achei” mostra a paixão do jovem de favela pela sua moto. O som é mais um que barulhou fortemente as favelas durante o isolamento social.

“Set DJ GM 2.0”

“Set do DJ GM” foi mais um som que andou durante o isolamento social e que não é nem um pouco difícil de ouvir tocando dentro das favelas. Prestes a atingir a marca de 24 milhões de visualizações no Youtube, o set fez tanto sucesso que artistas levaram seus versos cantado no set para músicas solo, como foi o caso de MC Paulin da Capital e MC Lipi em “Mulher Cativante” e MC Piedro com “Conheci Uma Mina“. Além desses artistas a música ainda engloba engloba: MC Magal, MC Lele JP, MC Dricka, MC Nathan ZK, MC CL, MC Neguinho do ITR, MC Yuri, e MC Barone.

“Deus é por Nós” 0 MC Marks

Com seu funk consciente onde relata as vivências das favelas, MC Marks é mais um artista que conquistou visibilidade durante a pandemia. Além de “Deus é Por Nós” que acumula quase 50 milhões de visualizações no Youtube e foi lançado há três meses, o artista emplacou também “Céu de Pipa” que já tem 8,5 mi. Ambos os sons não é nem um pouco difícil de trombar alguém escutando seja dentro das quebradas o nos stories do Instagram.

Tags relacionadas:

Funk