Comportamento

Henry Gonçalves, o construtor de motos de papelão do canal Roberta Hornet: “Eu reproduzo tudo aquilo que eu quero ter”

23.03.2021 | Por: Rayane Moura

Consegue imaginar a moto R 1200 da BMW feita de papelão? Ou uma XT 660? É isso que Henry Gonçalves Martins Dos Santos, de 19 anos, morador de São José do Rio Preto, faz. Sim, é isso mesmo que você leu: ele reproduz e faz réplicas perfeitas das naves de papelão. Cola no Portal KondZilla e pega a visão. 

Hennry é criador do canal Roberta Hornet, onde ele mostra o passo a passo de como faz as motos de papelão, desde desenhos, até as colagens e finalizações. “Eu comecei a fazer as motos em 2020, e comecei pra produzir conteúdo para internet, mas isso não vem de hoje, vem lá de antes quando eu era pequeno. Eu via alguma coisa, um videogame por exemplo, eu tentava reproduzir de alguma forma, ou desenhar, ou tentar fazer mesmo, por brincadeira. Tudo que eu queria ter, eu fazia”, explica ele que atualmente já acumula mais de 293 mil visualizações no principal vídeo. 

Desde 2013, Henry produz diversos conteúdos para o Youtube. Ele apostou em vídeos de jogos, desenhando, além de tantos outros canais diferentes para tentar crescer e ser um youtuber de sucesso. Somente em 2020, quando começou a focar e falar de motos, um assunto que sempre se identificou, Henry começou a ser reconhecido com o canal Roberta Hornet. 

Diferente de muitos, Henry nunca estudou ou fez algum tipo de curso para aprender a fazer as motos de papelão. “Eu sempre fiz desde pequeno, e sempre tive uma noção grande de como eu faria os objetos, como deixar eles tridimensionais, então eu tinha facilidade com isso e cada vez que eu ia fazendo, ia melhorando mais, até chegar nisso aqui que eu consegui fazer”, relembra. Além das réplicas perfeitas, ele também faz pequenas miniaturas de papelão. 

O construtor das motos não tem uma equipe por trás como alguns canais no Youtube. Desde do roteiro, gravação e edição dos vídeos, até a criação das motos de papelão, Henry faz basicamente tudo sozinho. “Tem algumas exceções que eu vou lá e chamo meu pai, e peço para ele tirar uma foto, gravar um videozinho rapidinho, mas no geral eu que faço tudo sozinho”, conta ele. 

Os papelões que Henry usa para criar as motos, diferente do que se imaginam, são todos de um mercado próximo a residência. “Todo mundo me pergunta isso, da onde eu tiro tanto papelão, já falaram até que eu cato de mendigo, mas não tem nada a ver. Tem um supermercado aqui perto de casa que simplesmente vou lá e pego, as outras coisas que é cola, super bonder, fita, tesoura, eu compro”, explica. 

A primeira moto feita de papelão por Henry, que foi uma Hornet, demorou cerca de 10 meses para ficar pronta. Já a segunda, que foi a 1200, levou cerca de 5 meses. As miniaturas que são menores e menos trabalhosas, levam cerca de uma semana para serem feitas. “No começo eu tava descobrindo como que eu tinha que fazer as peças certas, então tive que fazer e refazer. Depois fiz a segunda, que foi a 1200, que é mais difícil que a Hornet, mas pela experiência que eu já tinha não errei, foi mais rápido, simplesmente eu fui e fiz”, conta Henry. 

Para escolher os modelos de motos que irá reproduzir, Henry segue aquilo que o público deseja. Apenas a primeira moto, a Hornet, foi escolhida por ele: “Eu amo essa moto, meu sonho ter ela, era uma vontade minha reproduzir ela, por isso escolhi fazê-la”, explica. 

E porque Roberta Hornet para o nome do canal? Henry conta que esse nome surgiu na época que estudava: “Quando eu tava na escola, eu e meus amigos brincavam de colocar nomes nos veículos, e eu sempre falava ‘ah, minha hornet quando eu tiver vai se chamar Roberta’, e por isso coloquei o nome Roberta Hornet. Eu ainda não tenho, mas quando eu tiver minha Hornet todo o nome do canal vai fazer sentido, é a Hornet, a minha moto que vai se chamar Roberta”, explica ele, que sempre recebe essa pergunta dos seguidores. 

Henry ainda não expõem as motos de papelão em nenhum lugar, porque ele não tem condições de levá-las, e também por conta da pandemia. “Eu quero expor elas em algum lugar, seria muito legal sim deixar em algum lugar para a galera ver e tals, é interessante. De vez em quando deixo elas ali na frente de casa, o pessoal passa, bate o olho e não acredita no que está vendo”, conta. 

Sobre a próxima moto que irá fazer, Henry ainda não tem planos, mas uma coisa é certa: a escolha de modelo e projeto ficará por conta do público. Além disso, o maior sonho de Henry desde criança, é comprar a tão sonhada Hornet. “Desde quando comecei a fazer os vídeos, tudo que eu venho fazendo, é para poder comprar a Hornet, tenho vários obstáculos e venho passando por isso”, conta.  

“Uma das metas que eu tenho para o canal é criar um público fiel, uma ‘fã base’. Porque lá na frente o engajamento vai cair, e quando isso acontecer, quero que tenha pelo menos um pedaço do público que eu conquistei lá”, explica Henry, que atualmente se mantém somente com os vídeos do canal. 

E aí, curtiu o trampo do Henry? Vamos valorizar porque não é algo fácil de ser feito. Não esqueçam de acompanhar o canal Roberta Hornet no Youtube e Instagram. Fique de olho no Portal KondZilla para ficar por dentro de todas as novidades!

PUBLICIDADE Flowers

Veja também

PUBLICIDADE Flowers
ARTE E CULTURA MÚSICA MODA EDUCAÇÃO ESPORTE EVENTOS EMPREENDA ENTRETENIMENTO SAÚDE E BEM-ESTAR TECNOLOGIA