Sem categoria

Dia do orgasmo: Mulheres do funk que falam abertamente sobre o assunto em músicas

31.07.2021 | Por: Gabriela Ferreira e Rayane Moura

E vamos de comemoração! O Dia Mundial do Orgasmo é celebrado neste sábado, dia 31 de julho. A data é celebrada desde 1999, a partir da iniciativa de uma rede de sex shop britânica. Cola no Portal KondZilla e pega a visão. 

O Dia Mundial do Orgasmo começou a ser comemorado em 1999, por iniciativa de algumas lojas britânicas de produtos adultos, que tinham como objetivo aumentar as suas vendas e debater sobre as dificuldades que muitas pessoas sentem em atingir o ápice do prazer na intimidade.

O orgasmo é o “ponto alto” do prazer sexual, seja durante o sexo ou a masturbação. No entanto, não são todos que atingem este ápice durante a relação sexual, e justamente este o tema que se debate durante o Dia do Orgasmo. Não é à toa que diversas mulheres do funk trazem o assunto abertamente para as músicas. 

Para entrar no clima do dia, o Portal KondZilla separou uma lista de funkeiras que falam sobre a liberdade sexual em suas canções para exaltá-las. Se liga só: 

Tati Quebra Barraco – Dako

Tati Quebra Barraco é conhecida como uma das pioneiras no funk carioca, e uma das principais expoentes do estilo. A cantora abriu as portas para o funk feminino e revolucionou o gênero, além de cantar abertamente sobre sexo em suas cancoes. 

“Fogão Dako”, lançada no disco “Boladona” em 2004, era uma das músicas mais tocadas nas rádios e televisão. Entre os fatos que contribuíram para a popularização da música está a letra mais “limpa”, sem o uso de palavrões. 

Gaiola das Popozudas – Agora Sou Solteira

Valesca Popozuda foi vocalista do grupo feminino Gaiola das Popozudas entre 2000 e 2012, sendo uma das responsáveis por disseminar o funk carioca no Brasil. A cantora conseguiu grande projeção nacional em 2007, após o lançamento das músicas de sucesso “Late Que Eu Tô Passando” e “Agora Sou Solteira”, apresentadas nos DVDs “Tsunami” e “Tsunami II”, respectivamente.

Valesca Popozuda – “Me Ama – Mama” 

Em “Me Ama – Mama”, Valesca Popozuda colou junto com o Mr Catra para falar abertamente sobre liberdade sexual para as mulheres perderem a vergonha de tratar o assunto. 

Deize Tigrona – Prostituto

Lançado em 2012 pelo Funk na Caixa, o som “prostituto” mistura o Funk da Deize Tigrona com o Tecnobrega do Jaloo. Na canção, a cantora fala abertamente sobre uma relação sexual que não a fez gozar na hora H. 

MC Byana – Vem Putaria 

Outra funkeira que não poderia ficar de fora dessa é a MC Byana. Conhecida pelo som “Luxúria”, que aposta mais no funk ostentação. A cantora também fala abertamente sobre sexo em “Vem Putaria, Orgia”

MC Dricka – Empurra Empurra

Partindo para a nova geração do funk, MC Dricka, que ganhou o apelido de “Rainha dos Fluxos”, chegou com tudo no som “Empurra Empurra”. Desde adolescente engajada em movimentos sociais e manifestações, é conhecida por suas letras feministas, e por promover a igualdade social, racial e de gênero.

MC Rebecca – Cai de Boca no Meu Bucetão 

MC Rebecca não podia ficar de fora dessa lista. A cantora começou a carreira artística na quadra do Salgueiro, como passista. A música “Cai de Boca”, uma composição de Ludmilla, fez muito sucesso na sua voz, nos bailes funks cariocas. 

MC Naninha – Me Separei 

Outra carioca que é sucesso, é a MC Naninha. A cantora fez sucesso com o vídeo do Império Bronze, que mostrava a cantora carioca improvisando um funk ao lado da dona da clínica de bronzeamento. A artista também fala abertamente sobre a liberdade sexual. 

E aí, curtiu a lista? Mas mesmo com todas essas músicas, as minas ainda têm dificuldades em chegar ao ápices do prazer. De acordo com um estudo promovido pelo departamento de Transtornos Sexuais Dolorosos Femininos da Universidade de São Paulo (USP), cerca de 55% das brasileiras não têm orgasmos durante o sexo. Está na hora de mudar isso né galera?

Então não seja um vacilão e pense também no prazer da sua parceira. E que tal curtir o dia do orgasmo da melhor forma? Aproveite a data para se dar uma chance de conhecer o seu corpo e o que pode sentir, sem preconceitos. 

PUBLICIDADE Flowers

Veja também

PUBLICIDADE Flowers
ARTE E CULTURA MÚSICA MODA EDUCAÇÃO ESPORTE EVENTOS EMPREENDA ENTRETENIMENTO SAÚDE E BEM-ESTAR TECNOLOGIA