Empreendedorismo

De 0 a 80 lanchonetes com Ademario Santos Silva, dono de hamburgueria que é sucesso nas quebradas da Grande São Paulo

24.11.2020 | Por: Wenderson França

A busca pelo pão de cada dia dentro da favela é incessante. Logo, não é nem um pouco difícil ter um amigo ou conhecido dono de tabacaria, hamburgueria, lava-rápido ou qualquer outro empreendimento pra fazer aquela bola de meia. Em sua garagem no Jardim São Luís, Zona Sul de São Paulo, Ademario Santos Silva, foi o responsável por montar seu próprio castelo, a Ex Burguer, que hoje rende grandes frutos para ele e pra quem está ao seu redor. Quer conhecer essa história de sucesso? Então cola com o Portal KondZilla.      

Há aproximadamente um ano, trouxemos para o Portal KondZilla, no Youtube,  a série “Empreendedores das Quebradas” (em parceria com a Nestlé). Nela, mostramos grandes iniciativas como: Ariel Barbeiro, Gastronomia Periférica, Clube da Preta, David dos Doces e Moradigna, que mudaram pra melhor a vida dos envolvidos. .  

Assim como é o caso de Ademario Santos Silva, 49 anos, fundador da rede Ex Burguer, hoje com 80 lanchonetes – 76 franquias e quatro lojas próprias: “Eu cheguei em São Paulo com 14 anos de idade [vindo da Bahia]. Pegava resto de comida em mercado e frutas no chão no final da feira para sobreviver. Depois de alguns trabalhos, há nove anos atrás, fui mandado embora e resolvi montar uma hamburgueria na garagem”.

Em meio a lutas e glórias, atualmente, o empreendimento de Ademario se espalhou pela Grande São Paulo, passando por lugares como: Vila Joaniza, na Zona Sul; Lajeado, na Zona Leste; Jaguaré, na Zona Oeste; e nos municípios de Suzano, Cotia, Osasco, Guarulhos e Santo André. O sistema empresarial da Ex Burguer se baseia em lanches com bom custo e benefício, democratizando assim o acesso para a galera da quebrada.  

A quebrada se orgulha quando um favelado vence na coletividade

“Das 80 lanchonetes, 15 são de ex-funcionários; eles foram de chapeiro, motoqueiro, atendente e outras funções a donos. Eu quero que a Ex Burger seja pra mim, mas também para outras pessoas, algo como uma ferramenta de transformação social”, ressalta Ademario.  

O objetivo é ver muitos quebradas empresários: “Dentro da periferia, o nosso primeiro sonho é ser jogador de futebol, o segundo ser MC, e minha vontade é que o terceiro possa ser dono de uma Ex Burguer. Os moleques da favela precisam que todos os sonhos sejam possíveis, desde que lute e muito para realizar.  

Com muita fé, coragem e persistência, a favela vai avançando aos poucos. Histórias como a de Ademario seguem inspirando jovens sonhadores, que estão lutando para construir futuros brilhantes e de sucesso. Como diz o ditado popular das quebradas: “Foguete não tem ré”. 

PUBLICIDADE Flowers

Veja também

PUBLICIDADE Flowers
ARTE E CULTURA MÚSICA MODA EDUCAÇÃO ESPORTE EVENTOS EMPREENDA ENTRETENIMENTO SAÚDE E BEM-ESTAR TECNOLOGIA