Matérias

Conheça quem são as mães que estarão no especial “Mães do Brasil”

01.12.2021 | Por: Thais Prado

Com histórias de mães de diferentes favelas do país, a TV Globo exibe nesta quarta-feira (1º) o especial “Mães do Brasil”, uma coprodução inédita da Favela Filmes, KondZilla e TV Globo, que conta com a Central Única das Favelas (CUFA) como parceira. Cola no Portal KondZilla e pega a visão!

Seis mães chefes de família são as protagonistas do especial que mostra o quanto as redes de apoio, desenvolvidas em suas comunidades, são fundamentais para essas famílias e além de serem mães, a maioria solo, essas mulheres têm em comum a luta pela sobrevivência em um cenário que se tornou ainda mais difícil com a pandemia.

Conheça as protagonistas

Mães de três filhas, Aline Souza, de 44 anos, é moradora do bairro do Curuzu, na capital baiana, e teve uma infância de muita dificuldade. Durante a pandemia, ficou desempregada e decidiu vender acarajé na frente de casa para garantir o sustento da família. Seu maior sonho é voltar a estudar e um dia se tornar enfermeira para dar uma vida melhor às suas filhas.

Com 33 anos, Elaine Torres vive na comunidade de Heliópolis, em São Paulo, e é mãe de seis filhos. Sua história foi a inspiração para a Central Única das Favelas (CUFA) criar o projeto “Mães da Favela”. Elaine tem o sonho de se formar, superar as dificuldades da vida e garantir um futuro melhor para seus filhos.

Da comunidade de Paraisópolis, em São Paulo, Eulária de Jesus, de 67 anos, é mãe de três filhos. Natural de Minas Gerais, ela chegou a São Paulo quando tinha 18 anos e dedicou grande parte da sua vida à missão de cuidar das pessoas, especialmente de crianças. Com isso, virou a cuidadora da favela de Paraisópolis, com cerca de 100 crianças recebendo seu afeto e cuidado.

Liane Pereira tem 38 anos, é mãe de seis filhos e vive na comunidade de Vila Esperança, no município de Montenegro, Rio Grande do Sul. Criada pelos avós, Liane vem de uma vida simples do interior gaúcho. Com uma história de muitos desafios e lutas, ela trilha sua caminhada na esperança de um futuro melhor para seus filhos. Para isso, sonha em concluir seus estudos.

Loanda Rufino tem 54 anos, é mãe de três filhos e mora em Nova Sepetiba, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. Com um olhar revolucionário para o futuro, ela é uma apaixonada pela vida, atuando em movimentos sociais conduzida pelo que mais acredita: um mundo melhor, com pessoas melhores. Mesmo diante de dificuldades, Loanda buscou forças para vencer os desafios e ainda motivar outras mulheres da sua comunidade.

Mãe de três filhos, Rosimeire Miranda tem 26 anos e vive na comunidade do Hileia, em Manaus. Com um passado de muita dificuldade, Rosimeire teve que se reinventar para enfrentar os desafios. Para garantir o sustento da família, atuou como ambulante, mas a pandemia a impediu de continuar. Com o apoio de algumas pessoas, abriu um pequeno negócio na frente de sua casa.

O especial que vai ao ar na TV Globo, depois de “Um Lugar ao Sol”, “surgiu da necessidade de se fazer uma grande ação humanitária diante da tragédia da pandemia que acometeu as favelas e, principalmente, as mães desses territórios. Com a distribuição de cestas básicas, de chips, transferência de renda, entre outras ações, a gente percebeu que, para além daquele sofrimento, havia vida, alegria, potência e uma extrema resiliência ali. Inspirados nessas histórias, resolvemos juntar a Favela Filmes com a KondZilla e mostrá-las para o mundo através do especial ‘Mães do Brasil’”, explica Celso Athayde, fundador da CUFA e da Favela Filmes.

Mães do Brasil é uma produção da KondZilla Filmes e Favela Filmes, em parceria com a Central Única das Favelas (CUFA), com direção de Kelly Castilho e John Oliveira e roteiro de Maria Shu. A supervisão artística é de Rafael Dragaud, e a direção de gênero, de Mariano Boni.

PUBLICIDADE Flowers

Veja também

PUBLICIDADE Flowers
ARTE E CULTURA MÚSICA MODA EDUCAÇÃO ESPORTE EVENTOS EMPREENDA ENTRETENIMENTO SAÚDE E BEM-ESTAR TECNOLOGIA