Comportamento

A marca de roupa Sinisttro está mudando a vida dos jovens da Zona Oeste

02.03.2020 | Por: Karolyn Andrade

O streetwear é um dos estilos mais famosos da moda, muitos famosos aderiram aos modelos mais despojados e nada melhor que os próprios estilistas e produtores de quebrada mostrarem ao mundo sua arte. Esse é o caso da Giovanna Guilia Marinha de Melo de 22 anos moradora do Taboão da Serra, zona oeste de São Paulo que é dona da marca, Sinisttro que está mudando sua vida. Chega mais no Portal KondZilla para saber tudo.

Giovanna começou na moda meio sem querer, entre sorrisos afirma que sua avó sempre falava que a neta seria costureira igual a ela: “Fui crescendo e criando gosto por roupas mas nunca enxerguei como uma profissão, e sim como hobbie. Acordei um dia e senti que aquilo [a faculdade] não era pra mim aí decidi seguir com a marca”. A estilista largou a faculdade de design gráfico para seguir o sonho e construir a marca própria.

Modelo Bianca Poscan posando com a coleção de verão.

Eu, particularmente, sempre questiono qual foi a chave para os artistas começarem a produzir e com a Giovanna não foi diferente. Ela conta que tudo aconteceu quando foi na famosa Galeria do Rock, no centro de São Paulo, e não achou a camiseta com a estampa desejada. Logo pesquisou e viu que era possível estampar uma camisa da forma que ela queria. Depois dessa sacada, ela decidiu produzir do zero suas próprias peças.

“Mano, a quebrada é inspiração. O mundo precisa ver o quanto a quebrada é rica de cultura e conhecimento”, conta emocionada. “Eu quero que eles vejam a Sinisttro e se sintam representados, seja o cara do skate ou cara que vende água do farol. Quantos mais eles se sentirem representados, melhor”, desabafa.

Quem é de periferia entende que o incentivo e união são as bases de cada quebrada, e a moda retrata muito isso. É uma mistura de ideias que sempre mandam um recado. “A autoestima é um bagulho muito louco quando ela é exaltada, tudo muda. A forma que você se vê muda, imagina alguém que se acha “feio” e é chamado pra tirar foto de uma marca da quebrada, aí essa pessoa vai se sentir exaltada. Isso é importante,” comenta Giovanna como um dos maiores aprendizados na carreira.

Todo corre para virar precisa de muita persistência, e muita coisa acontece durante o processo. O lema da Giovanna se tornou esse: “A caminhada não é fácil, todos os dias temos que lutar para continuar seja na profissão ou na vida. Então apoie o corre do seu amigo, incentive ele, dê conselhos, não desista do seu corre!”.

Além de produzir suas próprias peças, a marca faz figurino de roupas para clipes como foi no caso da rapper Brionni “Escurecendo”. Para a estilista, esse foi um dos pontos mais altos até agora. “Me senti muito livre, acho que nunca botei tanto amor num projeto igual a essa a Brrioni. O Isac que produziu o clipe e me deu a total liberdade de criar”.

Depois de superar tantas barreiras, no momento a maior dificuldade vem sendo a ansiedade de querer chegar logo onde quer, mas, mesmo com os perrengues, ela sabe exatamente onde quer chegar. “Quero chegar onde as pessoas que têm um sonho me olhem e digam ‘Eu quero ser igual a ela’, para mim isso já é o bastante”, concluiu sorridente a jovem estilista.

Acompanhe a marca no Instagram para acompanhar todas as novidades.

PUBLICIDADE Flowers

Veja também

PUBLICIDADE Flowers
ARTE E CULTURA MÚSICA MODA EDUCAÇÃO ESPORTE EVENTOS EMPREENDA ENTRETENIMENTO SAÚDE E BEM-ESTAR TECNOLOGIA