Corte Certo - Autoestima e Empoderamento


Os cortes nas favelas de todo Brasil não estão presos apenas aos masculinos. Com o perfil da mulher negra são predominante, os cortes e trabalhos feitos em cabelos crespos são cada vez mais comum. E diferente do que parece, estamos falando de uma cultura afrodescente. Mulheres africanas representavam suas culturas pelas tranças, como também escravos faziam o mapa da rota de fuga pelas tranças. Assim, o segundo episódio da série Corte Certo, mostra como o cabelo pode mudar a auto-estima da mulher.

  Neste episódio, contamos as histórias de duas trançadeiras da região Leste de São Paulo. Mayara Amaral, 25, é trançadeira desde seus 17 anos fazendo com a família. Mayara é da Vila Mara, Zona Leste de São Paulo. Hoje, ela atua com seu próprio salão fazendo trança enraizada, trança solta e 'twist', trazendo assim pra ela independência financeira para seguir  com sua vida.

  Virgínia Alves, 37, começou a trançar com sua irmã por querer estar bem arrumada e não saber mexer no cabelo crespo. De Arthur Alvin, Zona Leste de São Paulo, trabalha muito a autoestima da mulher, principalmente a mulher que tem o cabelo crespo e não se aceitavam. As tranças, ajudam no processo de transição capilar e isso muda a vida delas. Aceitar seu corpo, suas origens e suas características, pode mudar a vida de uma mulher. Seja pela pessoa que faz as tranças ou a que recebe.

  Neste episódio da série Corte Certo, tratamos do tema Auto Estima e empoderamento da mulher pelo corte de cabelo.

  Assista outros episódios da Série Corte Certo:
Corte Certo - Identidade E Estética
Corte Certo - Talento e Atitude
Corte Certo - Personalidade e Descoberta 
Corte Certo - Raiz x Resistência

Vídeo Matéria

O quê você
procura?