"Oportunidades Invisíveis" fala sobre empreendedorismo e diversidade para a favela

Autor: Karolyn Andrade

Fotos por: Divulgação

Pega a visão | 12/11/2019 12:43:16

Publicitário, empreendedor e consultor em diversidade, Paulo Rogério lançou recentemente seu primeiro livro intitulado “Oportunidades Invisíveis” pela Editora Matrix. A obra reúne 10 histórias de diversos empreendedores brasileiros e ainda fala sobre a tendência dos últimos anos: negócios com foco em diversidade, algo que está fora do radar de algumas empresas e agentes públicos, mas a necessidade de novos negócios diversificados tem tudo para gerar ganhos importantes para todos. Cola no Portal KondZilla para saber mais.

Antes de falarmos sobre o livro, vamos conhecer um pouco da história do empreendedor. Nascido na periferia de Salvador, Paulo sempre teve o anseio de empreender, hoje é professor do curso de Comunicação Social da Universidade Católica do Salvador e já prestou consultoria para várias organizações internacionais. Também é sócio da Afar Ventures, uma empresa, como sede nos Estados Unidos, de atração de investimentos para o Brasil.

Palestrante e consultor na Casé Fala, criando estratégias para várias empresas, Ele foi escolhido como um dos afrodescendentes mais influentes do mundo em 2018 pela organização Most Influential People of AfricaDescent (MIPAD) – prêmio que o Kond ganhou em 2019. O escritor também foi o escolhido para um encontro privado com o ex-presidente dos Estados Unidos Barack Obama no Brasil, o que lhe rendeu o convite para palestrar no primeiro evento internacional da Fundação Obama. Paulo Rogério é também cofundador da Vale do Dendê, que acelera e investe em startups da área criativa e digital em Salvador.

“Fugir do script que está preparado para mim como homem negro e periférico”, descreve o escritor sobre sua trajetória de vida. “O caminho da violência era o que esperavam de mim, mas eu quis sair dessa história montada e quero conectar pessoas iguais à mim para verem além, para inspirar”, conta Paulo sobre suas motivações.

Foto por: Anna Carolina Negri

No início da sua carreira o publicitário descobriu tudo na prática, sua ideia com o livro é mudar esse primeiro contato. “Hoje é mais fácil ter acesso à livros, vídeos, artigos, que falem sobre esse assunto. Há 15 anos as coisas eram muito difíceis, a imagem do construtor de uma grande empresa era o que a estrutura me fazia pensar, um homem branco que veio de uma família estruturada”, o que é contrário ao que vemos, afinal o empreendedorismo tem crescido muito nas quebradas de todo país.
“O livro dá destaques de histórias diferentes sem entrar no papo de autoajuda, é um alerta: olhem para esses trabalhadores, o Brasil perde em não apoiar os empresários das periferias, o potencial existe”, explica Paulo sobre as oportunidades que o mercado perde.

“A maior dificuldade é a rede de apoio o famoso network, é difícil para os moradores da periferia construírem contatos para apoiarem seu investimento, pois não são valorizados. O mercado está em constante mudança e a falta de capital afeta a entrada no mercado”, pontua Rogério sobre as maiores dificuldades enfrentadas pelos novatos.
Paulo passou por muitas dificuldades e preconceitos na construção da sua carreira, ele conta que os desafios são colocados para superar: “Não devemos dar tanta ênfase para alguns problemas, aprendi a ser resiliente e me adaptar aos lugares, cada pessoa tem sua história individual e vive em cima disso, eu escolhi escrever minha própria história”.

Com escrita leve o livro surgiu da reflexão pessoal, ter um livro para inspirar pessoas como Paulo é extremamente importante para abrir novos caminhos e gerar identificação dentro das quebradas, é um livro para se ler no ônibus, no caminho do trampo, é um livro de empreendedor para empreendedor.

“Nos ensinaram a trabalhar para o outro, não pensar em dinheiro, não tivemos educação financeira na escola, não temos referências dentro das quebradas, mas todo mundo está na correria, criando novos caminhos. Isso também é um empreendedorismo, precarizado pois são ideias sem planos” conta o escritor que pretende mostrar para todos que é possível inovar dentro do seu bairro. “As periferias possuem suas próprias demandas então criar seus próprios negócios pensando no próprio local é uma ideia em potencial”.

“Pessoalmente não sou ligado ao dinheiro, mas sei da importância dele para a construção social, ter influência, capital e rede para investir em mais ideais. Fazer o dinheiro circular de dentro da nossa população para toda sociedade” conclui Paulo.

O livro custa R$ 31 e está disponível para compra, se você ler não deixe de nos contar sua experiência.

Acompanhe Paulo Rogério nas redes sociais: Instagram

Leia também:

 

O quê você
procura?