Mostrando o poder das mulheres, Guetta Finely, Flávia Gabê, Fanieh quebram tudo no primeiro lançamento do projeto “Hervolution”
Créditos: Gabrielle Seixas
- Por Karolyn Andrade

Mostrando o poder das mulheres, Guetta Finely, Flávia Gabê, Fanieh quebram tudo no primeiro lançamento do projeto “Hervolution”

O primeiro videoclipe do projeto “Hervolution” está no ar! A primeira faixa leva o nome do projeto e na voz temos as potentes funkeiras Guetta Finely, Flávia Gabê e Fanieh, com produção da Lorena Ferreira e DJ Loirin. Dirigido pela Vanessa Coscia, o videoclipe foi gravado na sede da KondZilla e mostra as meninas em uma sessão de estúdio, se divertindo enquanto gravam o som. Chega mais para saber dos bastidores. 

Um projeto idealizado e feito por um time majoritariamente feminino, “Hervolution” veio para mostrar que tem um monte de mina em todos os setores da música, principalmente do funk. O som fala sobre empoderamento feminino, a força das minas quebradas e como elas estão na cena há tempos e mesmo precisando se provar duas vezes elas continuam na frente com suas mentes criativas e vivências. 

Vanessa Coscia, diretora do videoclipe, comentou sobre como é ser mulher no audiovisual: “Vejo muitos homens nessa profissão e é difícil encontrar mulheres. Mas não é porque não tem, é por falta de oportunidade”. 

Com apenas 17 anos, Guetta Finelly é uma das vozes expoentes do funk, e nos contou um pouco sobre seu verso na música: “Tem uma parte que eu falo “maliciosa, olhos de brasa, a rua me fez cria, preta rara de quebrada”. Esse verso é muito forte, fala sobre a atitude e a malícia que a mulher tem de lidar com as situações, os olhos de brasa, sobre estar atenta a todo o momento, observando o que mundo tem para ela”.

A gravação do clipe foi realizada no estúdio de áudio da KondZilla, e a diretora contou um pouco como foi a diária: “Um dia muito legal, a energia da galera, da equipe e das artistas foi ótima. Todos estavam empenhados em realizar o projeto, a gravação foi muito leve e com uma sintonia muito boa”. 

Fanieh passou a visão sobre a importância do som e do projeto: “É muito importante por que minha mãe foi mãe solo, minha família é composta por sete mulheres, então é bem, bem importante para mim mostrar essa representatividade”.

Já Flávia Gabê contou um pouco sobre participar do “Hervolution”: “Fiquei muito feliz de ter sido convidada, as pessoas irão se identificar, assim como me identifiquei, passando muito a verdade, todos nós lutamos por igualdade”. 

A música já está disponível em todas as plataformas digitais, não esqueça de assistir e compartilhar o vídeo para espalhar este projeto que visa ampliar as vozes de todas as mulheres envolvidas com a cena musical. 

Tags relacionadas:

Matérias