MC Bh da Pr quer estourar no funk para ajudar a família
Créditos: Reprodução//Redes sociais
- Por Da Redação

MC Bh da Pr quer estourar no funk para ajudar a família

Hoje é sexta-feira, dia de Conte Aqui Sua História, e quem aparece por aqui é o MC Bh da Pr, que passou por alguns venenos da vida e acredita que com o funk vai proporcionar a melhor vida para sua família e comunidade. Chega mais! 

“Meu nome é Bruno do Vale, tenho 23 anos, nasci no morro do Engenho no Guarujá (SP). Com seis anos, mudei para a Prainha, onde moro hoje. Tenho dois filhos, um menino de 7 anos e uma menina de 1 ano e quatro meses. A minha paixão pelo funk começou mais ou menos quando tinha uns 5 anos de idade. Na verdade, minha mãe nunca gostou de funk, sempre curtiu forró. Até que um certo dia ela comprou um CD do MC Frank, lembro como se fosse hoje.

Fui crescendo e me identificando com o tipo de música, mas não sabia na verdade o que queria pra minha vida. Na minha adolescência, entrei para sala de um amigo chamado Heitor, me identifiquei bastante com ele, pois do mesmo jeito que gostava de ficar batendo na mesa, rimando, cantando várias músicas, ele também gostava. Isso me incentivou.

Na verdade, isso acabou nos prejudicando porque a gente estava deixando de fazer as lições e de prestar atenção na aula e assim fomos retirados da sala várias vezes. 

https://www.instagram.com/p/B-i4UnoACGw/

O lance era que eu gostava muito de cantar, mas não conseguia compor nenhuma música, tentava e sempre me dava branco. Acabei deixando isso de lado quando, aos 15 anos, engravidei minha esposa e tive meu primeiro filho, minha rotina mudou completamente, tive que criar responsabilidade, arrumar um trabalho e o funk acabou virando só uma diversão.

Até reencontrar um amigo que mora perto de casa, me mostrou uma música que ele tinha feito, nesse momento passou um filme na minha cabeça de quando tentava escrever, mas não conseguia e resolvi tentar novamente. Escrevi uma letra e mostrei pros meus amigos, eles gostaram muito e isso me motivou bastante.

Em poucos dias, acabei escrevendo mais músicas, até agora não produzi nenhuma por que ainda não tive condições, mas não vou desistir! Agora sei que é isso que eu quero pra minha vida de verdade, isso sempre teve dentro de mim.

Trabalho atualmente com móveis sob medida, instalando nas casas, minha maior inspiração são minha mãe e meus filhos. Faço tudo por eles e eu tenho certeza que aquele funk que um dia minha mãe tanto criticou vai ser o sustento da nossa casa e vou proporcionar muitas coisas boas para minha família.

Minha inspiração para minhas músicas é minha vivência, minha quebrada, meus amigos, meus filhos, minha mãe. Só quero poder ajudar minha  comunidade de alguma forma e poder proporcionar coisas boas para minha família. E o funk é tudo pra mim, o funk me motiva muito não só o funk, na verdade a música em geral, mas o funk e minha paixão”. 

Se identificou com a história dele? Manda seu corre pra gente no e-mail conteaquisuahistoria@kondzilla.com e não esqueça de enviar seu contato, fotos e redes sociais! 

Tags relacionadas:

Conte aqui sua historia