Jéssica Brito mudou de vida customizando camisetas

Autor: Gabriela Ferreira

Fotos por: Reprodução // Redes Sociais

Comportamento | 14/10/2019 14:48:48

Anexo faltante

Quando a gente tá passando por uma dificuldade muito grande, muitas vezes pensamos que não vamos conseguir superar, e até esquecemos que somos capazes de tentar mudar de vida. Foi assim que Jéssica Brito, 28, fundou o Na Briza, que começou como um brechó e hoje é uma marca de moda que trampa com customização. Se liga só na história dela.

Nascida em São Mateus, Jéssica precisou arranjar um jeito de fazer uma grana por conta de ser mãe solteira de uma nenê de dois anos e ainda ter que cuidar dos avós. Somando isso tudo, por causa dessas responsabilidades, ela ainda precisava dar um jeito de trampar de casa pra conseguir dar conta de tudo.

Com quase um ano de negócio, Jéssica usou a criatividade ao seu favor. “Tirei 30 reais da pensão da minha filha e fui num bazar e comprei várias roupas que tavam lá encostadas pra reformar. Uma das peças era uma camiseta básica, e fiquei pensando no que eu podia fazer pra dar um up nela. Decidi fazer o logo do “Um Maluco no Pedaço”. A ideia deu super certo e a estampa é uma das mais vendidas da loja até hoje.

Começar a estampar camisetas foi tentativa e erro. Jéssica não tinha muita experiência nisso, já que antes só fazia desenhos nos lápis. Mas o mais importante é tentar, não é mesmo? “Fui tentando fazer ilustrações mais difíceis e acabei descobrindo um dom, que virou meu trabalho”, conta ela.

O Na Briza começou a dar certo, o número de seguidores no Instagram da loja foi aumentando e os pedidos também. “Sou sozinha ainda e esse crescimento foi muito grande, mas por enquanto tô dando conta. A parte mais difícil de conciliar tudo é ser mãe e manter o trampo porque é muita correria”.

Apesar de todos os corres de trampar com moda feita à mão, é uma preocupação da Jéssica manter as peças em um preço acessível. “Quem nunca quis uma roupa e não teve grana pra comprar? Eu quero proporcionar pro pessoal que não tem como investir numa peça, possa vestir minhas roupas e se sentir bem porque sei como é não poder comprar roupa cara”, comenta ela. “A galera não tá só usando uma roupa, existe uma história por trás de cada peça”.

“Hoje, várias portas estão se abrindo e ver as coisas se transformarem é incrível. Quero mostrar pra galera que é possível. Às vezes tô em lugares que jamais imaginei que estaria um dia. Agora sou protagonista da minha história”.

Acompanhe os trampos da Jéssica: Instagram

Veja também:

 

O quê você
procura?