Gui Andrade está conquistando seu espaço no funk pop

Autor: Wenderson França

Fotos por: Portal KondZilla

Entrevista | 08/07/2019 11:05:47

Anexo faltante

Cria do funk pop, Guilherme Gato de Andrade, de apenas 19 anos, nasceu na periferia de Embu das Artes, zona sul de São Paulo. Entre seus trabalhos lançados, “Quando Ela Bebe” é a mais estourada, está prestes a atingir seu primeiro milhão de visualizações com a participação de Mc Gustta. Ele também tem outros trabalhos na pista, como: “Declaração“, “Tarde Demais” e “Novinha Cruel“. Quer entender mais sobre quem é MC Gui Andrade? Então cola com o Portal KondZilla.

O sucesso não cai do céu e para alcançar lugares inimagináveis precisa-se de muito trabalho. Fora dos palcos a vida é real e Gui Andrade não corre da realidade. “Eu trabalho em uma metalúrgica para ajudar a minha família nas despesas de casa. Meu trabalho não é dos melhores, mas me motiva a persistir na música. Me faz ter certeza que quero viver do que eu amo que é a música”, adianta o jovem cantor. “Todos os dias quando levanto cedo para trabalhar eu penso ‘se eu me dedicar cada vez mais vou alcançar os meus objetivos e fazer algo que realmente gosto’. Mesmo assim, eu só agradeço por ter um trabalho onde consigo minha renda mensal enquanto a música não vira”.

Assim como qualquer jovem de quebrada, Gui Andrade teve o primeiro contato com o funk cedo por ser um gênero musical originado de favela. “Eu conheci o funk na quebrada mesmo, é inevitável não ouvir funk morando na favela, ele está sempre presente entre nós”.

Uma das aposta da KondZilla Records para 2019, ele explicou que mesmo hoje sendo MC, não era muito chegado ao funk quando era mais novo. “No começo não me interessava tanto pelo gênero, comecei a ouvir na escola por influência dos meus amigos. Mas sempre gostei de ficar cantarolando todo tipo de música o tempo todo, eu cantava tanto que acabei pegando gosto também pelo funk”.

O lema da quebrada é vencer, mas jamais esquecer de onde veio, para o artista isso não é diferente. Lutando para estourar no funk, ele fala sobre seu bairro e a importância dela em sua vida. “Minha quebrada é tudo. Minhas origens vem dela, minhas amizades que vou levar carregar a vida toda, todos aprendizados até hoje.Embu das Artes é onde eu me sinto bem. Foi lá que aprendi a ser humilde e correr atrás dos meus sonhos”.

Quantas vezes já não sonhamos acordados não é mesmo?! Sonhos, na maioria das vezes nos motiva a seguir a vida com garra. Gui Andrade já deixou claro nos parágrafos acima o quanto está disposto a buscar seus objetivos. “Quero expandir o funk, expandir meu som, meu sonho é ser reconhecido pelo meu estilo de cantar, levar alegria para as pessoas com a minha música, ver minhas elas tocando por todos os lugares e geral cantando. Eu nasci pra ser artista viver a loucura de viajar para todos os lados sem tempo nem para dormir”.

Ser artista não é algo fácil, as pessoas, em sua grande maioria, vão desconfiar de você e dizer que você não pode chegar. Quase sempre rola aquele olhar de desconfiança. Entretanto, na grande maioria principalmente quando se vem da família isso não se trata de descrença, mas sim de zelo, o artista explica. “Vou conquistar com o funk o respeito da minha família. Mostrar para eles que é possível e fazer com que acreditem que é possível”.

Como um dos artistas da casa MC Gui Andrade finaliza o papo falando sobre seus próximos lançamentos futuros. “Vão vir dois street vídeos que já estão gravados das músicas: “Ser Solteiro é Bom” que já saiu inclusive no Spotify. Também vem o lançamento da música “Castigo “. “Ainda vai rolar uma parceria surpresa com dois MCs de sucesso”, adianta ele.

Acompanhe MC Gui Andrade nas redes sociais: Instagram // Facebook

Leia também:

Do futebol ao funk, conheça a trajetória de MC CL

O quê você
procura?