Conheça Romerinho, a nova promessa do trap nacional
Créditos: Reprodução
- Por Gabriela Ferreira

Conheça Romerinho, a nova promessa do trap nacional

Diretamente dos Estados Unidos, Romerinho é um trapstar que passa a visão em suas letras. Recentemente, o artista lançou no Canal KondZilla o videoclipe de “Pills” [comprimidos, em inglês], sobre sua batalha contra a Leucemia Linfoide Aguda. O Portal KondZilla trocou uma ideia com ele pra saber mais sobre a história dele. Se liga:

Nascido em Belo Horizonte, Romerinho sempre esteve envolvido com a música. “Quando eu era moleque, sempre ouvia música no carro da minha mãe. Nós adorávamos cantar Jota Quest, Skank, Pitty e tínhamos uma coleção de CDs. Em casa, eu assistia muito MTV e VH1”, conta o artista sobre sua conexão com a música. 

Aos sete anos, Romerinho foi diagnosticado com Leucemia Linfoide Aguda, um tipo de câncer na medula óssea. Além de falar sobre isso em músicas, o artista também compartilha sobre nas redes sociais. “A partir desse dia minha vida mudou totalmente. Sou uma pessoa muito feliz, alegre e positiva. Apesar de ter passado por toda essa luta contra o câncer, que já soma mais de 15 anos, em nenhum momento abaixei a cabeça ou desisti de viver . E isso reflete muito na pessoa que sou! ” diz ele.

“Minha infância foi bem diferente de uma criança normal. Não podia ir para a escola, sair em locais com muita gente, e restrições de comida entre outros. Passei por vários procedimentos qual envolviam radioterapia e quimioterapia, o que me deixava muito fraco e totalmente vulnerável “.

Em 2016, Romerinho se mudou para os Estados Unidos para tentar novos tratamentos e participar de pesquisas, até que em setembro de 2020, depois de um segundo transplante, o artista conseguiu vencer a luta contra a doença. 

Nas músicas, Romerinho costuma contar sua história. Em “Pills”, videoclipe lançado no Canal KondZilla, o artista fala sobre ter vencido a luta contra a doença e manda um recado para aqueles que não sabem da história dele: “Meu estilo sempre foi pop, R&B e rap porque eu me identifico com as letras, sempre tinha uma mensagem na qual eu me inspirava e me ajudava a seguir em frente. As minhas músicas são o reflexo das minhas experiências. Então cada letra, refrão ou verso tem um sentido ou razão para estar na música. Não jogo palavras só rimar ou ficar bonito, elas sempre têm uma mensagem por trás que vai fazer a pessoa que estiver ouvindo pode entender e se identificar “.

Tags relacionadas:

Matérias