CAPES anuncia corte de 5.614 bolsas de ensino superior
Rio de Janeiro – O Laboratório Brasileiro de Controle de Dopagem(LBCD) inicia operação especial olímpimpica e paralímpica nos Jogos Rio 2016. Durante os Jogos o laboratório vai funcional 24 horas, em todo o período de competições, O LBCD integra o Laboratório de Apoio ao Desenvolvimento Tecnológico (Ladetec) do Instituto de Química da UFRG, localizado na ilha do Fundão. (Tânia Rêgo/Agência Brasil) Créditos: Tânia Rêgo // Agência Brasil
- Por Gabriela Ferreira

CAPES anuncia corte de 5.614 bolsas de ensino superior

foto: Tânia Rêgo // Agência Brasil

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) anunciou o corte de 5.613 bolsas de mestrado, doutorado e pós-doutorado que estavam previstas para os últimos quatro meses de 2019. Apenas as bolsas referentes a formação dos professores da educação básica foram mantidas.

Segundo o presidente da Capes, Anderson Ribeiro Correia, o corte representa uma economia de R$ 37,8 milhões neste ano e que, nos próximos quatro anos, cerca de R$ 544 milhões deixem de ser investidos nas bolsas.

Ainda de acordo com Anderson Correia, o corte representa 1,94% do total de bolsas concedidas (211.784) e serve para que a conta feche e os bolsistas remanescente consigam receber o pagamento em dia.

Mês passado, o Centro Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), que também é uma ferramenta federal de financiamento de pesquisadores, suspendeu o processo de seleção de bolsistas no Brasil e na gringa, por falta de recursos.

Nos últimos meses, o Brasil já teve algumas manifestações em defesa da educação e contra os cortes no ensino divulgados pelo Ministério da Educação.

*Com informações da Agência Brasil

Tags relacionadas:

Notícias

Educação