Bruno nasceu na cadeia, superou os obstáculos e agora quer ser MC
Créditos: Reprodução
- Por Redação

Bruno nasceu na cadeia, superou os obstáculos e agora quer ser MC

O ano tá quase acabando, mas as histórias boas não param. Hoje no Conte Aqui Sua História, vamos conhecer o Bruninho Espraiada. Ela passou por muito perrengue, mas hoje está atrás do progresso e do sonho de ser MC.

“Oi meu nome é Bruno, tenho 17 anos e vim contar minha história pra vocês. Desde de pequeno que minha vida é muito difícil… Minha mãe foi presa quando estava grávida de mim, me teve dentro do presídio e lá ela conheceu a pessoa que foi um anjo na minha vida: uma mulher que ganhou a liberdade primeiro que ela e meu pegou pra criar.

Ela me criou dos 3 meses de vida até meus 11 anos de idade. No dia 23 de maio de 2013 perdi minha mãe de criação pra essa vida imunda do crime, infelizmente ela perdeu a vida injustamente. Depois disso comecei morar com meu irmão mais velho e meus 2 irmão mais novos que são os 3 de criação.

Fomos para o Piauí em 2014, mas não me acostumei. Eu gostava muito de funk e meu irmão mais velho não me deixava ouvir. Cresci na favela e amava o funk. Decidir ir morar em São Paulo de novo com minha mãe de sangue. Vim pra cá começo de 2015 e chegando em SP foi onde minhas verdadeiras dificuldades começaram.

Minha mãe bebia muito e quase não colocava comida dentro de casa. Eu pela necessidade de me vestir e de me alimentar entrei pra vida do crime, mas ao mesmo tempo que veio a vontade de ter dinheiro fácil veio a vontade de ser reconhecido fazendo o que eu gostava tanto, que no caso é cantar funk.

Comecei a escrever funk ostentação nos momentos livres, mas infelizmente ninguém, consegue chegar muito longe nessa vida errada. Então acabei indo pra Febem, lá escrevi mais letras e decidi que quando saísse de lá ia pegar firme pra conquistar meus sonhos. Hoje moro com uma família que pegou minha guarda pela justiça e me cria.

Curto bastante MC Neguin da BRC, MC Ale, Neguinho do Kaxeta, o PP da VS entre outros. Nas minhas letras gosto bastante de poder falar sobre coisas que sonho pra mim e minha família, conquista de bem materiais, de um lugar melhor pra viver e coisas do tipo… mas também tenho letras que falam sobre certas realidades, sobre a ilusão da vida do crime, os benefícios e as cobranças, também canto sobre falsas atitudes de pessoas que vemos no dia dia.

Estou desde 2015 longe dos meus irmãos de criação. Estou na luta fazendo entregas de bicicletas, juntando um trocado pra lançar uma produção com videoclipe. Não queria muita coisa dessa vida, só fazer o que Deus me deu o dom de fazer e ter minha família perto de mim. Essa é minha história um pouco resumida pra vocês… tenho bastante fé que um dia vai chegar minha vez!”

Se identificou com o corre do Bruninho ou quer contar pra gente a sua vida? Manda email pra conteaquisuahistoria@kondzilla.com, com fotos suas e o seu telefone pra gente entrar em contato!

Tags relacionadas:

Conte aqui sua historia

Histórias que inspiram

Matérias