As dicas de "Ritmo + Flow" pra quem quer ser cantor

Autor: Gabriela Ferreira

Fotos por: Divulgação // Netflix

Rap | 29/10/2019 14:39:23

Rap

Anexo faltante

Quem curte rap não pode deixar de assistir “Ritmo + Flow“, o reality show da Netflix que mostra a busca por um novo nome do rap. O programa é apresentado pelo trio Cardi B, Chance the Rapper e T.I, que dispensa comentários. Nós do Portal KondZilla já assistimos o reality e vamos te falar um pouco sobre ele.

“Ritmo + Flow” funciona bem como os outros programas de competição de cantores, os primeiros episódios mostram a busca por novos talentos em diversas cidades. A primeira parada do trio de jurados é em Los Angeles, onde se passa o reality, depois os três se separam e cada um vai pra sua cidade natal. Cardi vai para Nova York, T.I para Atlanta e Chance para Chicago. Vale ressaltar que em cada cidade os rappers convocam mais grandes nomes do rap pra ajudar nessa busca, como Snoop Dogg, Quavo, Big Boi, Lupe Fiasco e por aí vai.

O mais daora do reality show é que além de ter muita história massa por trás desses novos talentos, além de poder conhecer também novos nomes que tão na caminhada pra estourar na música, é que pra quem quer ser rapper, “Ritmo + Flow” é um prato cheio pra aprender muita coisa. Se liga nas dicas:

Identidade

Uma coisa que é muito importante quando se faz música é ter uma identidade, correto? Não adianta querer passar uma mensagem no som que não tem nada a ver com você. Tudo tem que estar alinhado, a sua arte, a sua personalidade, sua estilera e comportamento. Uma coisa que os jurados falam muito na série é que “não adianta querer fazer rap, tem que viver a cultura do rap”. Isso serve também para o funk e pra todos os estilos musicais! Outra coisa nesse sentido de identidade é que é legal que você fale sobre suas vivências nos seus sons porque assim as pessoas vão conhecer mais sobre sua história e podem até se identificar com as coisas que você já passou!

Tem que ter um show daora

Gravar um som foda pode ser até “fácil”, vamos dizer assim, mesmo que ela seja gravada em casa ou em um estúdio. Mas se a música anda, os shows podem aparecer e é preciso entregar um espetáculo foda pro público querer consumir mais e mais a sua arte. Ter um show daora não significa fazer um espetáculo à la Beyoncé, mas é necessário se doar pro pessoal que tá alí pra te ver. Tem que fazer o pessoal se divertir, e tentar de tudo pra galera se envolver mesmo com você, seja com interações ou com aquela presença de palco foda. Assim, mesmo que você erre alguma coisa [acontece e tudo bem!], a galera vai estar tão feliz que não vai nem notar. Ou como o próprio T.I diz se errou, faz carão.

Trabalho em equipe

Pode ver que tem muita gente que começa gravando som em casa sozinho mesmo, mas quando as coisas vão andando, produtores vão aparecendo, DJs e a equipe vai crescendo por isso uma dica boa que os jurados passam é que tem que saber trampar com uma equipe e sempre tirar uma lição daqueles que tão querendo te ajudar. Às vezes um produtor sabe o que encaixa mais no seu som do que as ideias que você tem, então deixa o cara trabalhar, sacou? Nesse corre da música também tem hora que chegam parcerias com outros artistas e é necessário saber colaborar com os outros, saber ouvir as ideias dos outros sempre na humildade.

Como fazer um videoclipe

Muita gente pode achar que pra fazer um videoclipe é muito difícil, mas com poucos recursos e criatividade, já dá pra desenrolar. No episódio em que os participantes têm que fazer um clipe, a Cardi B fala que já fez um muito bom com 4 mil dólares, e por mais que ainda seja bastante dinheiro, a visão que ela quer passar é que dá pra fazer com o que temos na mão e mesmo assim ficar parecendo um clipe caro. A dica que eles passam é que o videoclipe tem que ter a ver com a música, toda a historinha do videoclipe precisa conversar com a mensagem do som. Isso vai ajudar as pessoas a entenderem melhor tanto a música quanto o videoclipe.

Respeito acima de tudo

Apesar de “Ritmo + Flow” ser uma batalha onde muitos competem, mas só um vence, uma coisa que fica muito clara em todos os episódios é que o respeito entre todos os participantes é muito importante. Todos deixam muito claro que se respeitam acima de tudo, acima de todas as brincadeiras e batalhas e também respeitam profundamente os jurados e todos os produtores e geral que trampou ao lado deles durante o reality. Isso mostra muito como é necessário sempre manter a humildade e o pé no chão independente de tudo.

“Ritmo + Flow” tem apenas 10 episódios e todos já estão disponíveis na Netflix. O reality é aqueles que te faz rir, te faz chorar e, principalmente, se descabelar de tanto torcer pelo seu participante favorito. Vale o play porque é diversão e aula ao mesmo tempo!

Leia mais:

Dicas para quem sonha em ser MC

O quê você
procura?