A laje Sol e Bronze, no Capão Redondo, deixa a marquinha ok pro verão

Autor: Karolyn Andrade

Fotos por: Karolyn Andrade // Portal KondZilla

Comportamento | 15/01/2020 19:45:55

Anexo faltante

O verão está entre nós e o que mais tem cara de verão do que a marquinha do bronzeado? Sabemos que o bronzeamento bomba no Rio de Janeiro, afinal tem muita praia por perto, mas em São Paulo também tem o bronzeado, mas não precisa pegar estrada para chegar na praia, existe o Sol&Bronze, no Capão Redondo que irá realizar seu desejo da tão sonhada marquinha do verão. O bronzeamento na laje é um marco da cultura das quebradas que conquistou o espaço em muitos estados, inclusive em São Paulo. Chega mais no Portal KondZilla para conhecer a história da Lígia que tem uma laje de bronzeamento no Capão Redondo.

Lígia dona do Bronze & Sol na Laje

“Em 2016 eu tive um princípio de câncer e por isso comecei com o bronze, foi como uma cura, os médicos recomendaram ocupar a mente, porque a doença em si eu iria operar e fazer o tratamento, mas a minha mente não estava conseguindo compreender a situação dificultando a minha recuperação”,conta Lígia Cristina Albino de 49 anos moradora há 15 anos do Capão Redondo. “O bronzeamento foi uma grande terapia para mim”.

Vania aplicando produto para o bronzeamento.

Diferentes tamanhos de fitas que as clientes escolhem para a montagem do biquíni.

O bronzeamento funciona da seguinte forma: a cliente chega, a Lígia apresenta o formulário para ser preenchido pela cliente com informações sobre sua pele como: cirurgias recentes, remédios etc. Tudo certo com a ficha, Lígia verifica se a pele da cliente esta preparada para tomar sol, se não esta com outros produtos como cremes. Se houver, é necessário tomar banho e esfoliar a pele, porque o creme atrapalha na fixação da fita, logo atrapalha na marquinha.

Lígia montando o biquíni.

Cliente checando se a montagem do biquíni está do seu gosto.

Cliente checando se a montagem do biquíni está do seu gosto.

Montagem do biquíni completa.

A segunda etapa é montar o biquíni na fita de acordo com a preferência da cliente. Depois elas vão para o sol onde será passado alguns produtos na pele durante o procedimento. As peles mais claras ficam no sol de 20 à 30 minutos, pois a pele é mais sensível ao sol. Já os tons de pele negra ficam no sol até 50 minutos por serem mais resistentes. É importante lembrar que o sol da manhã é o mais saudável para a pele.

Cliente tomando sol para o bronzeamento.

Aplicação do produto para o bronzeamento.

Aplicação + massagem para espalhar o produto no corpo inteiro.

“Eu atuo no Capão há três anos e agora que as mulheres estão deixando o bronzeamento artificial de lado, depois de descobrirem a diferença”, explica Lígia sobre o novo comportamento do público. “O bronzeamento na laje não é apenas um procedimento de estética. Eu atendo mulheres que receberam indicação de médicos por causa da falta de vitamina D também”, conta.

O procedimento inteiro parece como uma terapia, após as clientes chegarem Lígia recebe todas com um grande sorriso e começam a conversar sobre suas vidas e experiências, sempre com um funk tocando no alto as mulheres descansam enquanto cuidam de si. A dona do bronzeamento da laje só atende mulheres a partir de 18 anos e sua equipe é composta por mulheres, tudo para deixá-las todas mais confortáveis.

Lígia e sua sócia.

“Eu sempre fui mais humana com essa sensibilidade, eu gosto de conversar com minhas clientes me sinto próxima e acabamos criando um laço muito forte, é uma delícia ser minha própria chefe. Ajudar as meninas como o bronze me ajudou [com o câncer] e levanta a autoestima delas. Esse é meu principal objetivo agora”, conta.

Marquinha do bronzeamento finalizado.

Retiragem da fita com o resultado final do procedimento.

E aí, se você tem curiosidade de fazer o procedimento fica ligada nas redes sociais do Sol&Bronze na Laje e se joga no bailão com sua marquinha. Antes de sair de casa, lembre-se está tudo ok!

Assista também – Tudo Ok – Thiaguinho MT feat Mila e JS o Mão de Ouro

O quê você
procura?